domingo, 15 de dezembro de 2019

Democratas lança pré-candidatura do Capitão Antônio a prefeito de Bayeux

Em evento realizado neste sábado (14), no bairro Jardim Aeroporto, que contou com a presença da cúpula estadual do partido, capitão Antõnio foi oficializado como pré-candidato do DEM a prefeito de Bayeux, que completa nesse domingo (15) 60 anos de fundação. 
“Bayeux chega aos seus 60 anos vivendo um momento muito difícil, mas não podemos parar de sonhar com dias melhores. Vamos renovar a esperança neste espírito de união que o Democratas apresenta ao lançar o nosso nome como pré-candidato do partido, para reconstruir a cidade e assim marcar uma nova história para os bayeuxenses”, discursou o capitão Antônio.
O presidente estadual do Democratas, Efraim Morais, afirmou que o Capitão Antônio reúne muitas qualidades, é sério, honesto e não se esconde do povo. “É ficha limpa, honesto e pode andar de cabeça erguida e entrar em todas as casas dessa cidade que será bem recebido”, disse.
Efraim Filho lembrou que o capitão disputou o cargo de deputado federal nas eleições passadas, sendo o mais votado da cidade de Bayeux. “Essa votação expressiva respalda o símbolo da vontade de quem quer mudar essa cidade. O capitão é forte, o Democrata é forte e a união do partido fará toda diferença nas eleições 2020”, disse o deputado federal.
O evento que oficializou a pré-candidatura do capitão Antônio contou com a presença da militância e dos pré-candidatos a vereadores que estarão juntos com ele no projeto de reconstrução de Bayeux.
 

Marcondes Gadelha garante que até janeiro a oposição sousense terá nome definido para sucessão municipal

O ex-deputado federal, atual, presidente do PSC na Paraíba, Marcondes Gadelha disse, ao repórter Pereira Jr, que no mês de janeiro de 2020 o Grupo da Oposição deverá anunciar o nome da cabeça de chapa majoritária. Opção é o que não falta. Conforme Marcondes, entre os nomes que gravitam para consolidar o projeto estão: Leonardo Gadelha, Lafayette Gadelha, André Gadelha, e até mesmo do médico, Zé Célio de Figueiredo.
"Nosso problema agora é escolher entre um grande número de candidatos. Nós estamos com pelo menos, uns dez candidatos em potencias. Meu pai dizia uma coisa muito certa: quem tem um candidato tem um, quem tem dois, tem meio, e quem tem três não tem nenhum", frisou Marcondes.
O presidente do PSC lembrou que com tantas opções de candidatos à disposição, vai até janeiro, enxugar isso, focar em uma só candidatura para poder iniciar os trabalhos necessários de um pré-candidato merece. Outro assunto comentado pelo Presidente Estadual do PSC foi a briga política entre o ex-governador, Ricardo Coutinho, e o atual chefe do Palácio da Redenção, João Azêvedo. 
Marcondes disse que via isso como “um dos incidentes da vida democrática. A democracia é isso. Ela briga com o consenso, e a divergência. Então a gente tem que entender com certa naturalidade que aconteçam fraturas, clivagens dentro de um sistema eleitoral”. O ex-deputado federal, finalizou que o PSC vai percorrer a Paraíba a busca do fortalecimento do partido visando as eleições municipais de 2020.

sábado, 14 de dezembro de 2019

‘Liberdade total para criar foi o que nos atraiu para TV Arapuan’, diz Patrícia Rocha

Patrícia e Bruno são recebidos pelos demais apresentadores da TV Arapuan
A jornalista Patrícia Rocha, nova contratada da TV Arapuan ao lado do seu marido Bruno Sakaue, contou, em entrevista ao portal Paraiba.com.br neste sábado (14), o que motivou o seu retorno à emissora. A dupla irá apresentar, a partir de janeiro, o programa No A.
“O que nos atraiu foi a liberdade total para pensar em um projeto que a gente tivesse como sonho. Nos abriram a possibilidade de apresentarmos juntos, o que é inédito. Já dividimos a mesma redação, mas nunca dividimos a apresentação, era sempre em programas diferentes”, lembrou.
A comunicadora revelou que o formato da atração, bem como sua linha editorial, foi concebido pelo casal, misturando jornalismo com um pouco de entretenimento, entrevistas de profundidade e a participação de colunistas. “Essa liberdade de criar, de inovar e a confiança que a gente recebeu da direção fez toda diferença para que a gente aceitasse esse convite”, arrematou.
Patrícia e Bruno apostaram alto e deixaram recentemente os quadros da TV Cabo Branco, afiliada Rede Globo, aonde eram principais apresentadores da casa.

Em Sousa, prefeito Fábio Tyrone diz que sai do PSB com ‘dor no coração’ e deverá se filiar em um partido de centro-esquerda...

O prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, concedeu sua última entrevista coletiva do ano de 2019, nesta sexta-feira (13), na Câmara Municipal, para divulgar oficialmente o calendário de ações administrativas e inaugurações, responder as perguntas da imprensa sousense e do Alto Sertão da Paraíba, além comentar sobre seu posicionamento político após o racha entre Ricardo Coutinho e o governador João Azevêdo.
Tyrone disse que está deixando o Partido Socialista Brasileiro com dor no coração. “Eu vou sair do PSB com dor no coração. Até porque sempre tive Arraes como expoente político e disputei a eleição pelo 40”, argumentou o prefeito depois que tomou a decisão de permanecer aliado ao grupo do governador João Azevêdo.
O gestor sousense disse que é preciso se preocupar também como os 11 vereadores do seu grupo político, porque não há mais coligação na proporcional e a escolha da nova sigla será decidida com todos os aliados (vereadores e lideranças) que juntos vão definir o melhor caminho a ser trilhado.
Fábio Tyrone não quis adiantar sobre o seu futuro partido, mas foi conciso em suas palavras: “O que eu posso dizer é que eu só posso ir para um partido de centro-esquerda, não irei de forma alguma para um partido de direita”, concluiu. (com Dida Gonçalves)

João endurece o pescoço e chama oposição de meia dúzia de malandros...

Resultado de imagem para joão azevedo fala grosso em guarabira
Ao participar de eventos inerentes à sua administração, no Brejo da Paraíba, nesta sexta-feira (13/12) o governador João Azevedo deu o tom em que pretende “dialogar” com as oposições, quando o seu governo for atacado por elas.
Ao discursar na cidade de Guarabira, berço político do líder da oposição na Assembleia Legislativa do Estado, Raniery Paulino, Azevêdo alfinetou: “meia dúzia de malandros tem a intenção de se candidatar nas eleições de 2020 e fica fazendo jogo político”.
João foi duro. Pegou pesado. O governador não mencionou nomes, mas precisava?! Ora, ele estava discursando na terra do líder da oposição, e ainda por cima disse que ali tinha um parlamentar que é pré-candidato a prefeito da cidade etc e tal. Ora, só podia ser com Raniery.
O disparo do governador tem um endereço certo, tendo ele discursado naquele reduto eleitoral: Raniery Paulino. Mas, indiretamente, o discurso também se configura num recado claro às oposições, de como será a sua reação toda vez que a sua gestão for atacada. Um tipo bateu-levou. Afinal, ele se referiu a uma “meia dúzia”. E, portanto, não existe meia dúzia de apenas um…

Por Wellington Farias

Coordenador regional de gestão do Governo do Estado pede exoneração do cargo

Coordenador Regional de Gestão no Governo do Estado, Wilton Maia, pediu demissão, nesta sexta-feira (13), do cargo que exercia desde o início da gestão de João Azevêdo (sem partido).
Ele encaminhou cartão ao chefe do Executivo estadual e alegou como motivos para deixar o governo medidas tomadas por João Azevêdo como a reforma da PBPrev  e Projeto de Le do Saneamento. A carta de exoneração foi entregue ontem e recebida pelo gabinete do governador.
“A posição do Governo frente a PL do Saneamento e ao projeto de reforma da previdência defendido açodadamente pelo senhor e os deputados que estão ao seu lado confronta o compromisso que assumi como o povo que pedi para votar no projeto que mudou a vida os paraibanos para melhor nos últimos oito anos. Jamais trairei o que acredito e que defendo, em troca de qualquer coisa, e muito menos meus companheiros de luta e de ideais”, disse Wilton agradecendo ao confiança do governador com ele para o cargo. Wilton é presidente do Sindicato dos Urbanitários da Paraíba. Veja, abaixo, a carta emitida: 

quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Em Itapororoca, vice-prefeito rompe com prefeita e será o candidato da oposição...

Itapororoca tem racha e vice-prefeito deve ser o candidato da oposição
A oposição de Itapororoca vem crescendo e, agora, ganha adesão do vice-prefeito Dr. Walisson Dionísio (PTB), e deve lançar uma candidatura contra a prefeita Elissandra Brito (DEM). A vereadora Josilda Lopes era a mais cotada para ser a candidata da oposição, mas a adesão do vice pode mudar a estratégia.
“Nenhuma eleição é fácil. Colocamos desde o início desse ano, o nosso nome na disputa. Agora, precisamos aglutinar forças e unir ainda mais a oposição. Se Dr. Walisson é mais bem avaliado, naturalmente, será o candidato da chapa” , disse Josilda.
No início do mandato dos vereadores na Câmara Municipal de Itapororoca, a única vereadora de oposição era a vereadora Josilda Lopes, mas nos últimos meses essa realidade vem mudando. No meio do ano, o presidente da Câmara, Jailson Fernandes(PTB), também migrou para oposição além do vereador Altamir Meireles (PT) e o ex-prefeito Erilson Cláudio (MDB).

Remuneração paga a juíza do TJPE chega a R$ 1,2 milhão ...

Foto-Divulgação
A média dos valores recebidos por 53 desembargadores do Tribunal de Justiça de Pernambuco, incluídos na folha de pagamento do mês de novembro, já com os descontos obrigatórios, é de R$ 206.411 mil. O Tribunal de Justiça de Pernambuco paga rendimentos líquidos a juízes e desembargadores que chegam a até R$ 853 mil líquidos.
De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo desta quarta-feira, 11, a média dos valores recebidos por 53 desembargadores incluídos na folha de pagamento do mês de novembro, já com os descontos obrigatórios, é de R$ 206.411 mil.
Ao analisar toda a folha de pagamento, que engloba servidores, juízes e desembargadores, a campeã é a juíza Marylusia Pereira Feitosa de Araújo. O rendimento bruto da magistrada, que atua na vara de violência contra a mulher, no Recife, foi de R$ 1.298.550,56 milhão.

Brasil 247

quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

TJPB determina suspensão da votação do projeto de reforma da previdência estadual, pela ALPB

Resultado de imagem para juiz onaldo queiroga tjpb
O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) determinou, nesta quarta-feira (11), a suspensão da votação do Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 12/2019, que altera o regime previdenciário no Estado. A matéria seria apreciada na sessão ordinária desta quinta-feira (12), da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).
O juiz convocado Onaldo Queiroga (foto) acatou mandado de segurança protocolizado pelo líder da oposição, deputado Raniery Paulino (MDB), que argumenta sobre a ilegalidade no encaminhamento da Mesa Diretora, que determinou a votação em plenário do regime de urgência urgentíssima sobre a matéria, antes mesmo da aprovação da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ).
“O anúncio de Sua Excelência, o Presidente da Mesa da Assembleia Legislativa da Paraíba, de votar em regime de urgência urgentíssima o PLC 12/2019, é portanto abusivo e, caso se concretize, violará o direito ao devido processo legislativo constitucional, o direito da minoria de participar ativamente do processo legislativo e o direito de representação do Impetrante e dos demais Deputados Estaduais que integram a Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba”.

ENTENDA
A CCJ da ALPB deu continuidade, em reunião na manhã de hoje, a análise do projeto de Lei Complementar. No entanto, devido à falta de entendimento sobre a matéria entre os parlamentares de situação e oposição, uma nova reunião foi agendada para esta quinta-feira (12) para debater o tema.
Em seguida, já na sessão ordinária em plenário, a bancada do governo com ampla maioria conseguiu aprovar o regime de urgência, urgentíssima para votação da matéria para a sessão de amanhã.

Chico Lopes revela: “Ricardo fez reunião secreta com poucos antes de deflagrar rompimento sem motivos”

Resultado de imagem para ex-deputado chico lopes
O ex-deputado estadual Chico Lopes, também ex-presidente da Agência Estadual de Águas, fez revelação à reportagem do Portal Wscom que esclarece e pontua possível causa do rompimento do ex-governador Ricardo Coutinho com o atual governador João Azevêdo. ” É sabido que antes da reunião do PSB no final de maio que estourou a crise do rompimento, o ex-governador fez reunião secreta com poucos tendo o único  propósito de criar a realidade de hoje”, afirmou.
Segundo Chico Lopes, ” é preciso contar a história de forma transparente porque até hoje não há causa e motivação justificável para o rompimento, ainda mais lembrando que na reunião do diretório em maio, o então presidente Edivaldo Rosas se dispôs a entregar a presidência para resolver a questão sem nenhum problema”.
O ex-deputado lembra ainda que “na última reunião do PSB, estranhamente o ex-governador menos e o deputado federal Gervásio Maia de forma muito mais enfática expuseram críticas que a dados de sempre nunca tiveram justificativa para se queixar do governador”. De acordo com o ex-deputado e ex-aliado de RC, ”um dia a história provará que ele não estava preparado, e esta é a causa, para conviver com a sombra chamada João Azevêdo fazendo tudo na gestão de resultados, que ele pensava ser único a fazer”.

Acompanhado do deputado Ricardo Barbosa e do ex-prefeito Deon, Nilson Lacerda celebra parceria com o Governo para uso do prédio onde funcionou a escola Leomar Leite pela Prefeitura de Conceição

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e área interna
O prefeito Nilson Lacerda, de Conceição, no Vale do Piancó, acompanhado do ex-prefeito Deon Diniz esteve na Secretaria de Estado da Administração junto com deputado estadual Ricardo Barbosa celebrando uma parceria profícuo com o Governo do Estado em prol do município.
Recebidos pela secretária Jacqueline Gusmão, Nilson assinou a ordem de Cessão de Uso, por parte do município, do prédio onde funcionou a Escola Estadual Leomar Leite. No local, a prefeitura irá construir um espaço para abrigar uma demanda emergencial de 410 alunos do ensino fundamental I.
O deputado Ricardo Barbosa, responsável por intermediar a parceria enter o Governo do Estado e a Prefeitura de Conceição, pontuou que: "são parcerias assim que incrementam o desenvolvimento municipal e fazem do mandato um apostolado de trabalho". 

Clima quente na ALPB: deputados batem boca e adiam apreciação do texto da Reforma da Previdência; vídeo

A apreciação sobre o texto da projeto que propõe a Reforma da Previdência no âmbito estadual foi novamente adiado, nesta quarta-feira (11), na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). O tema chegou a ser discutido nessa terça-feira (10), mas teve que ser adiado após pedido de vista. Nesta quarta-feira, mais uma vez, a discussão teve que ser interrompida por conta do acirramento do clima entre os parlamentares e do início da sessão ordinária prevista para as 10h. Veja vídeo abaixo.
A oposição questionou a bancada aliada ao governo de tentar aprovar o texto da reforma de forma açodada, sem discussões. Já o líder da bancada governista, deputado Ricardo Barbosa rebateu as acusações e ressaltou que está trabalhando para que o projeto passe na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e seja votado no plenário.

Baixa: prefeita de Mamanguape confirma afastamento político de Ricardo Barbosa, mas faz mistério sobre motivos

Resultado de imagem para prefeita eunice e ricardo barbosa
A prefeita Eunice Pessoa, da cidade de Mamanguape, revelou que não faz mais parte da base de apoio ao deputado estadual Ricardo Barbosa. Ela estava apoiando o parlamentar desde 2017. Eunice é da ala do PSB que a apoia o ex-governador Ricardo Coutinho, ao contrário de Barbosa que no imbróglio ocorrido dentro da sigla na Paraíba, escolheu o lado do atual governador João Azevêdo.
Mas pelo visto, não é a proximidade com Coutinho que fez a prefeita anunciar o rompimento com Barbosa, haja vista ela também declarou que deve sair do PSB. “Eu acho que vou sair por gravidade, porque se eu não sair vão me colocar pra fora, né?”, questionou.
Quanto à parceria com Barbosa a prefeita disse que compromissos políticos não têm prazo de validade e ironizou: “Não falta em quem votar. Né verdade?”. Apesar das revelações, Eunice não deu pistas de qual será o seu futuro partidário.

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Oposição pede vistas da Reforma da Previdência da Paraíba: “Não queremos votar esse ano”, diz a deputada Camila Toscano.

Resultado de imagem para ccj na alpb
A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa discutiu, nesta terça-feira (10), o Projeto de Lei Complementar que prevê mudanças no sistema previdenciário dos servidores do Estado. A deputada Camila Toscano (PSDB) pediu vistas, o que adiou a aprovação do Projeto.
Camila afirmou que a bancada de oposição se posicionou por estender as discussões, e que não quer votar o projeto neste ano. Ela afirmou que existem ‘uma série de questões que merecem ser debatidas’.
“Não queremos votar esse ano, há muita coisa que vai modificar, há muita coisa que vai prejudicar os servidores. Aumenta tempo de contribuição, aumenta a idade… há aumento de alíquota, não há progressão, uma seria de questões que merecem ser debatidas”, disse.
Ela ainda opinou que “analisando superficialmente, tem muitas mudanças. Não tá tão amarrado com a Constituição Federal, tem algumas coias que vão prejudicar e muito o servidor paraibano”.

PB Saúde
O Projeto de Lei para criação da Fundação Paraibana de Gestão em Saúde, a PB Saúde, também teve pedido de vistas feito, desta vez pelo deputado Wallber Virgulino.

Ex-prefeito de Diamante, Hércules Mangueira é condenado pelo TCU a devolver mais de R$ 200 mil aos cofres públicos

Resultado de imagem para ex-prefeito hércules mangueira
O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou o ex-prefeito de Diamante, no Vale do Piancó, Hercules Barros Mangueira Diniz (foto), a devolver aos cofres públicos mais de R$ 200 mil, em decorrência de irregularidades na execução de um convênio com o objetivo de incentivar o turismo pela realização do Projeto “Forró Amante Ano 1”.
De acordo com os autos, o ex-gestor do município, que fica localizado no Sertão paraibano, não conseguiu comprovar que os recursos repassados para o Município foram devidamente aplicados.
“A ausência de comprovação da regular aplicação dos recursos transferidos mediante convênio importa no julgamento pela irregularidade das contas, na condenação em débito e na aplicação de multa”, destaca um trecho do acórdão. O valor do débito, atualizado até 21 de maio de 2018, com juros, era de R$ 216.989,25.

Simone Guimarães também deixa PSB para seguir governador João Azevedo

Resultado de imagem para simone guimarães suplan
A superintendente da Suplan, Simone Guimarães anunciou através de nota que está se desfiliando do PSB e acompanhando o governador João Azevedo em sua nova empreitada partidária (ainda desconhecida). Além de Simone, também já anunciaram desligamento do PSB os secretários Cláudio Furtado (Educação), Geraldo Medeiros (Saúde) e Desdete Queiroga (Infraestrutura e Recursos Hídricos). 

A superintendente da Suplan emitiu uma nota sobre a decisão:

Sim, saio do PSB!

João Azevedo foi meu chefe imediato em praticamente toda a gestão anterior e aprendi a trabalhar com ele.

Na minha pasta, que é de obras, se mantém praticamente o mesmo modelo da gestão anterior, até porque tanto o governador João Azevedo quanto o secretário Deusdete já eram da pasta.

Mantivemos a continuidade e o ritmo de entrega concluindo obras, com nítido respeito ao dinheiro público.

Importante frisar que não temos nenhuma obra paralisada.

Também iniciamos novas obras e projetos importantes estão em andamento nas áreas de administração, educação, infraestrutura, saúde, segurança pública e cultura.

Esse ano foram 91 novas obras iniciadas, das quais 25 já foram concluídas, juntando-se a elas mais de 48 obras que estavam em andamento, em um total de 73 obras só da Suplan, que remontam a um total de R$ 84 milhões pagos este ano (dados de Outubro). Isso me mantém motivada na continuação do trabalho junto à João Azevedo, que vem fazendo uma gestão ética, equilibrada, eficiente e democrática.

Trabalhamos muito pra eleger João e quero, mais do que ninguém, que esse governo seja melhor que o anterior, que foi excelente e muito me orgulha de ter feito parte.

#segueotrabalho que o povo da Paraíba merece!

João encaminha a ALPB projeto que cria a PBSaúde, empresa que atuará junto com as OSs na gestão de equipamentos hospitalares

Resultado de imagem para ricardo barbosa na tv master
O governador João Azevêdo encaminhou à Assembleia legislativa da Paraíba (ALPB), no final da tarde desta segunda-feira (9), Projeto de Lei Complementar (PLC), de autoria do Poder Executivo, para a criação da Fundação Paraibana de Gestão da Saúde (PBSaúde). O anúncio foi feito pelo líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Barbosa, em entrevista ao programa Conexão Master, da TV Master.
A PBSaúde, entidade pública de direito privado, atuará, inicialmente, em parceria com as organizações sociais que já trabalham na direção de equipamentos hospitalares no Estado da Paraíba. “Trata-se de uma medida pioneira que o Governo João Azevêdo realiza para tratar da gestão e todas as questões envolvendo a saúde. É uma alternativa às organizações sociais, é uma entidade pública de direito privado, com controle do Estado inicialmente junto om as OSs para, quem sabe no futuro, asssumir todo o controle da gestão em saúde”, comentou Ricardo Barbosa.
“É mais um passo do governo João Azevêdo no sentido de evitar equívocos, desvios, possíveis atos no sentido da improbidade administrativa, com a meta de melhorar a gestão. (…) Não dá para fugir desse modelo de OSs. As organizações sociais viraram um modelo de gestão presente em quase todos os estados da federação”, complementou.
Ainda de acordo com Ricardo Barbosa, o Governo do Estado trabalhou a formatação do PBSaúde junto com uma equipe técnica experiente em gestão. “Daremos sequência na tramitação e apreciação já nesta terça-feira (10), na Assembleia Legislativa”, frisou o líder. (Por Ângelo Medeiros)

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

PSC promove mudança na executiva municipal em Igaracy e mantém indicativo de candidatura própria para eleições de 2020

Com o aval do ex-senador Marcondes Gadelha, presidente estadual do Partido Social Cristão (PSC), houve uma mudança pontual na composição da executiva municipal do partido no município de Igaracy que, agora, será presidida por Taciana Vieira. Enquanto, o timoneiro Júnior Brito foi alçado para compor posição na estadual.
A mudança foi sacramentada durante reunião do grupo realizada no último sábado (7), nas dependências da Câmara Municipal. Ficou mantido, ainda, o indicativo de candidatura própria para concorrer às eleições municipais de 2020 no município.
Os demais membros da executiva municipal em Igaracy ficou, após a reforma, com Samara de Araújo (Tesoureira), Espedita (Secretária Geral), Manoel Carneiro (Vogal 1), Márcio Alvez (Vogal 2) e William Vieira (Vogal 3). 

Senador Zé Maranhão lança pré-candidatura de Morgana a prefeita de Cabedelo

Decerto, o MDB do senador José Maranhão terá candidato (a) à Prefeitura de Cabedelo e o nome mais provável é da pastora Morgana Macenar, que assumiu o comando do Partido do Movimento Democrático Brasileiro na cidade.
Maranhão disse que o MDB “é o partido capaz de levar a poralização da disputa em Cabedelo”, talvez fazendo referência a disputa contra o prefeito Vitor Hugo (DEM), que deve concorrer à reeleição.
O deputado Cabo Gilberto também esteve no evento por apoiar a pré-candidatura de Morgana. “Ela teve um grande papel nas eleições passadas, quando obteve 6.128 votos sem recursos e mostra ser a melhor opção para Cabedelo”, disse.

LBV entrega mais de 20 toneladas de alimentos em cestas na PB na edição 2019 da campanha Natal Permanente da instituição

A Legião da Boa Vontade iniciou a entrega, para mais de 40 mil famílias em situação de vulnerabilidade social em todo o Brasil. As cestas com os alimentos não perecíveis foram arrecadadas por meio da edição 2019 da tradicional campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia!.
Na Paraíba, a Caravana da Boa Vontade inicia seu roteiro no dia 13 de dezembro, por Alagoa Grande. Os municípios de Dona Inês e Sapé serão assistidos no dia 16, no dia 18 de dezembro na Sede da LBV em João Pessoa e encerrando na cidade de Campina Grande no dia 19, ao todo mais de mil famílias beneficiadas.
Toda a ação nas cidades assistidas pela Instituição tem o apoio das secretarias de Assistência Social e ONG parceiras nas localidades.
Os interessados em contribuírem com a ação podem ajudar através do site da instituição.

Trablhadores da Energisa em toda a Paraíba entram em greve a partir de 4ª-feira

Resultado de imagem para trabalhadores da energisa entram em greve
Os trabalhadores da Energisa em toda a Paraíba vão entrar em greve a partir da próxima quarta-feira (11). Segundo o presidente do Sindicato dos Urbanitários da Paraíba (Stiupb), Wilton Maia Velez, as reivindicações da categoria para fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020 não foram atendidas.
“O Stiupb tem buscado de todas as formas o consenso, mas tudo indica que a Energisa prefere manter sua posição impossibilitado  oferecer uma proposta melhor. A greve não é o que queremos, mas a empresa não nos deixa com outra alternativa”, afirmou. O sindicato exige a proposta de pagamento do valor do ticket alimentação na quantia de R$ 950,00 para a manutenção do diálogo.

domingo, 8 de dezembro de 2019

Corrida Pela Paz: João enaltece atuação das forças de segurança e solidariedade.

 
Solidariedade, aproximação da sociedade com as forças de segurança do estado e estímulo à prática esportiva marcaram a 1ª edição da Corrida Paraíba pela Paz, realizada neste domingo (8), em João Pessoa. O evento promovido pelo Governo do Estado contou com a participação de cerca de 1.800 corredores e arrecadou mais de duas toneladas de alimentos não perecíveis que serão destinados ao Hospital Napoleão Laureano. O governador João Azevêdo acompanhou a largada e a chegada dos atletas, no Centro de Convenções, e enalteceu o espírito solidário dos paraibanos e a importância da integração da população com a segurança pública da Paraíba.
“Esse evento demonstra que a população está atenta ao trabalho promovido pelas forças de segurança e dá uma demonstração de carinho com o Hospital Napoleão Laureano, dando uma contribuição fundamental; é essa a paz que nós queremos e buscamos. Os números da segurança comprovam que a Paraíba é um estado cada vez mais seguro e melhor de se viver e celebramos essa conquista com a Corrida Paraíba pela Paz, que entrará na agenda da programação esportiva. Chegamos ao final do ano marcando um grande ponto na segurança e com a perspectiva de uma Paraíba cada vez mais tranquila”, ressaltou.
A vice-governadora Lígia Feliciano, o deputado federal Damião Feliciano, o deputado estadual Wilson Filho, secretários Jean Nunes (Segurança e Defesa Social) e Anderson Pessoa (Casa Militar) e auxiliares estiveram presentes no evento. A Corrida Paraíba Pela Paz – “A Vida em Primeiro Lugar” também foi marcada pela premiação dos primeiros colocados nos percursos 5 km e 10 km nas categorias feminina e masculina.

Em Itaporanga, ACS's e ACE's cobram pagamento de benefícios e incentivos e acusa negligência da gestão municipal para negociação com a categoria.

Resultado de imagem para ACE em itaporanga-pb
Uma inquietação atinge os Agentes Comunitários de Saúde (ACS's) e os de Endemias (ACE's) no município de Itaporanga. Eles cobram da prefeitura o pagamento de incentivos à categoria garantidos por lei aprovada em setembro passado pela Câmara Municipal e que até o momento não foi cumprida, apesar do prazo final ser até o dia 31 de dezembro, nem há uma disposição da Secretaria Municipal da Saúde para efetivo cumprimento da determinação.
O sindicato buscava uma reunião junto à secretaria para negociar a base de cálculos relativo aos incentivos mas não teve sucesso. Uma primeira reunião foi agendada para o dia 28/11, adiada para o dia 3/12, depois reagendada para o dia 04/12, todas sem sucesso por falta de retorno da secretaria. Na sexta-feira (6) a contenda bateu à porta do Gabinete do Prefeito para saber se haverá o cumprimento da determinação.
Os ACS's e ACE's se queixam que a Secretaria da Saúde estaria fazando pouco caso da situação. "Ficou pra hoje (dia 6) uma reunião com a senhora secretária (Rosália) e desde ontem agente liga, ela sequer atende. Vamos, agora, lá em Fábio (Galdino, secretário-chefe do Gabinete do Prefeito) saber se vai ser cumprido a determinação porque a secretária marcou uma reunião para o dia 28 (novembro) e não aconteceu, depois para os dias 3 e 4 e nada. O dinheiro já estão em caixa, por quê não paga a gente?", questionam.
Eles acreditam que a gestão municipal não conseguirá pagar nesse mês tudo ao mesmo tempo quanto aos benefícios e incentivos, que são: o retroativo de 2018 em acumulo, o 13º e o benefício Pmaq (Programa de Acesso e Qualidade da Atenção Básica).

sábado, 7 de dezembro de 2019

Governo exonera vice-diretora da EEEF Dr. Manoel Diniz, em Itaporanga, e reforça o poder administrativo das direções dos hospitais no interior

A edição deste sábado (7) do Diário Oficial do Estado traz a exoneração a pedido, através de ato assinado pelo governador, da atual vice-diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental Dr. Manoel Diniz, Ducinete de Araújo, localizada na cidade de Itaporanga, Vale do Piancó. Entretanto, não houve publicação de substituto(a) para o cargo. 
Já o secretário de Estado da Saúde, através de  portaria, designou às direções dos hospitais no interior poder para os seguintes atos: 
I – Autorizar como ordenador de despesas, emissão de notas de empenho e sua anulação, e autorização de pagamentos;
II – Assinar, todos os atos relativos à gestão administrativa, financeira, patrimonial e
orçamentária da unidade designada;
III – Autorizar o deslocamento de servidores no interesse do serviço;
IV – Autorizar a abertura, dispensa ou inexigibilidade e homologar processos de licitação.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Previdência da PB deixará de pagar licença-maternidade, salário-família, auxílio-reclusão e licença para tratamento de saúde; O mesmo vale para prefeituras...

O Regime Próprio de Previdência do governo da Paraíba deixará de pagar benefícios como “licença-maternidade”, “salário-família”, “auxílio-reclusão” e “licença para tratamento de saúde”. As mudanças constam em duas matérias que começaram a tramitar na Assembleia Legislativa, nesta semana. Trata-se de um Projeto de Lei Complementar (PLC) e de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC). As referidas despesas deverão ser custeadas, após a aprovação das matérias, pelo órgão empregador na administração estadual. O mesmo vale para as prefeituras.
As regras preveem ainda a elevação da alíquota de contribuição para a Previdência dos atuais 11% para 14% dos salários. O presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino (PSB), explicou que o Projeto de Lei Complementar deve ser votado ainda neste ano. A PEC, por outro lado, deve ficar para 2020, em decorrência da complexidade do projeto e do rito próprio de votação de uma Proposta de Emenda à Constituição. Isso por que ela precisa passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e depois por uma Comissão Especial, ser aberta para a apresentação de emendas e passar por duas votações, com um interstício de cinco dias úteis entre elas.
A PEC, inclusive, traz na justificativa um ofício circular emitido pelo Tribunal de Contas do Estado com a orientação sobre as mudanças nas concessões de benefícios previdenciários.
A PEC propõe a mudança na Constituição Estadual, dando lastro à mini-reforma da Previdência do Estado. As regras orientam as mudanças tanto para o governo quanto para as prefeituras. O prazo para que os municípios façam as alterações nas suas respectivas constituições também é julho do ano que vem. O fator que complica a vida dos gestores municipais é que ano que vem tem eleições municipais. Todos terão um problema a mais no diálogo com as categorias de servidores públicos.
As mudanças são exigidas pelo texto da Reforma da Previdência, promulgada em novembro pelo Congresso. O prazo limite para que a regra seja obedecida foi estabelecido pelo governo para julho do ano que vem. A proposta que altera as regras de aposentadoria ganhou força e foi aprovada pelo Congresso após um acordo que visava poupar os governos regionais e deixar que eles fossem tratados em uma proposta paralela, que seria discutida posteriormente. O texto aprovado no Congresso, por isso, não previu idade mínima par a aposentadoria e tempo de contribuição.
Portaria publicada nesta quarta-feira (4) regulamenta alguns desses trechos. O governo estabeleceu, por exemplo, que estados e municípios terão até 31 de julho do ano que vem para comprovar que aumentaram as alíquotas previdenciárias de seus servidores para pelo menos 14%, como determina a reforma. Essa regra deverá ser seguida por todos os estados que apresentam déficit atuarial nas contas previdenciárias. Segundo a secretaria de Previdência, esse é o caso de quase todos os entes.
Os governadores e prefeitos terão duas opções. Ou estabelecer uma alíquota de ao menos 14%, ou adotar o modelo progressivo da União, com contribuições que variam de 7,5% a 22%, a depender do salário do servidor. A maior alíquota vale para quem ganha acima de R$ 39 mil. O ente que não comprovar que adotou a mudança até 31 de julho perderá o certificado de regularidade previdenciária e pode ficar sem receber repasses voluntários de recursos da União, além de ser bloqueado em operações de crédito.

Prefeito Diogo Richelli anuncia aquisição de Van Okm destinada a atender pacientes de Nova Olinda em tratamento fora do município

A imagem pode conter: atividades ao ar livre
Os pacientes no município de Nova Olinda, Vale do Piancó, que utilizam o serviço de TFD (Tratamento Fora de Domicílio) – a partir de agora – contarão com um veículo zero quilômetro para transportá-los para realizar seus tratamentos fora do município. A Prefeitura, através da Secretaria de Saúde, conseguiu uma van 0km, com recursos do Ministério da Saúde, conquistados pelo deputado federal Efraim Filho.
O jovem e competente prefeito Diogo Richelli disse ser "mais uma conquista da nossa gestão em parceria com o deputado federal Efraim Filho: Adquirimos uma Van zero quilômetros para Tratamentos de Saúde fora do domicílio. Agora, quem precisa de um tratamento especializado poderá se deslocar para grandes centros. Nova Olinda agora tem mais esse aparelho de saúde que chegou para cuidar da nossa gente".
Bastante confortável, o veículo vem com ar-condicionado e, o melhor, exclusivo para beneficiados pelo TFD e, de acordo com o prefeito, equipado para transportar cadeirantes e pessoas em condições físicas especiais. Assim, Diogo Richelli segue dando prioridade à área de saúde em sua gestão pois sabe o quanto é difícil para as pessoas fazer tratamento fora do município. A população agradece o esforço do prefeito em dotar Nova Olinda de uma atenção especial a quem mais precisa.

De olho em 2020, PTB/Podemos lançam Wilson Filho, em JP, e Ana Cláudia em CG...

Resultado de imagem para wilson filho e ana cláudia
Os diretórios estaduais dos partidos PTB e Podemos selaram, durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (6), na sede do PTB em João Pessoa, a primeira aliança partidária visando as eleições do ano que vem.
Na ocasião, foram anunciados dois pré-candidatos para as duas maiores cidades do estado: o deputado estadual Wilson Filho (PTB), para João Pessoa, e a secretária de Estado do Desenvolvimento e Articulação Municipal da Paraíba, Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos), para Campina Grande.
O deputado federal Wilson Santiago, presidente do PTB, e o senador Veneziano (marido de Ana Cláudia), líderes dessa aliança, abonaram o acordo. Os deputados estaduais Edmilson Soares e Branco Mendes (Pode) estiveram presentes também ao ato.

Justiça suspende posse de conselheiros tutelares em São Bento por abuso de poder econômico e político nas eleições devido envolvimento de vereadores na eleição

Uma decisão judicial nesta quinta-feira (05) determinou que a Prefeitura de São Bento não dê posse a dois conselheiros tutelares que foram eleitos no pleito do último mês de outubro. Erison John Carneiro dos Santos Costa e José Alberlan Dantas de Sousa são acusados de abuso de poder econômico e político na Eleição do Conselho Tutelar. A decisão foi tomada após uma ação civil pública de cassação de mandato proposta pelo Ministério Público da Paraíba.
A ação foi proposta pelo promotor de Justiça de São Bento, Osvaldo Lopes, e a decisão foi proferida pelo juiz da Comarca, José Normando Fernandes. A posse dos candidatos deveria ocorrer no próximo dia 10 de janeiro. De acordo com a determinação judicial, o Município deve dar posse ao primeiro suplente de cada eleito e, na hipótese de desistência, ao segundo, até o julgamento definitivo de mérito, sob pena de responsabilização do agente público que o fizer. A decisão deve ser encaminhada ao prefeito de São Bento e ao Conselho Municipal da Criança e do Adolescente do município para cumprimento.
O promotor de Justiça registrou que, durante o trabalho de fiscalização das eleições, realizado pelo Ministério Público, na coleta e contagem dos votos, foram apuradas diversas irregularidades, que violam as normas municipais do pleito, assim como as disposições do Código Eleitoral e os princípios constitucionais.
Entre as irregularidades apontadas por Osvaldo Lopes está o envolvimento do presidente da Câmara dos Vereadores, Alexciandro Dantas (Alex Dantas), no intuito de prática de influência aos eleitores, o que foi constatado em vídeos e fotografias anexados aos autos, que indicam planejamento e união de forças econômicas e políticas visando o desequilíbrio do pleito. O promotor de Justiça também citou a prática de transporte irregular de eleitores no dia do pleito.

Servidores paraibanos terão alíquotas previdenciárias elevadas de 11% para 14%; Projetos terão que ser aprovados pela Assembleia e câmaras municipais até julho do ano que vem

Os servidores estaduais paraibanos terão que pagar alíquotas de contribuições previdenciárias de 14% a partir do ano que vem. A mesma regra deve valer para os servidores municipais de cidades com institutos próprios de previdências. A exigência é da reforma da Previdência, promulgada em novembro pelo Congresso. O prazo limite para que a regra seja obedecida foi estabelecido pelo governo para julho do ano que vem.
O secretário de Planejamento do Estado, Gilmar Martins, explicou que o projeto que será encaminhado à Assembleia Legislativa segue ainda neste ano. “A PBPrev tem discutido o assunto e vamos apresentar a proposta ao governador”, ressaltou, lembrando que só após isso a matéria será encaminhada para a apreciação dos deputados estaduais. O Estado tem mais de 100 mil servidores na folha. Deles, 33 mil são efetivos. O déficit previdenciário mensal supera a casa dos R$ 100 milhões.
Na mesma linha segue o presidente do Instituto de Previdência do Município (IPM) de João Pessoa, Roberto Wagner. Ele explicou que participou, recentemente, de evento no Recife com secretários de várias cidades brasileiras, quando o tema foi debatido. A proposta que será encaminhada ao prefeito Luciano Cartaxo (PV) também está sendo elaborada. “Estamos esperando os cálculos atuariais para aprofundar o debate”, ressalta. São mais de 11 mil servidores na folha do Município, sendo que pouco mais de 4 mil figuram entre os efetivos.
A proposta que altera as regras de aposentadoria ganhou força e foi aprovada pelo Congresso após um acordo que visava poupar os governos regionais e deixar que eles fossem tratados em uma proposta paralela, que seria discutida posteriormente. O texto aprovado no Congresso, por isso, não previu idade mínima par a aposentadoria e tempo de contribuição. Mesmo assim, sobrou para os estados e municípios, a exigência de elevar as alíquotas.
Portaria publicada nesta quarta-feira (4) regulamenta alguns desses trechos. O governo estabeleceu, por exemplo, que estados e municípios terão até 31 de julho do ano que vem para comprovar que aumentaram as alíquotas previdenciárias de seus servidores para pelo menos 14%, como determina a reforma.
Essa regra deverá ser seguida por todos os estados que apresentam déficit atuarial nas contas previdenciárias. Segundo a secretaria de Previdência, esse é o caso de quase todos os entes.
Os governadores e prefeitos terão duas opções. Ou estabelecer uma alíquota de ao menos 14%, ou adotar o modelo progressivo da União, com contribuições que variam de 7,5% a 22%, a depender do salário do servidor. A maior alíquota vale para quem ganha acima de R$ 39 mil.
O ente que não comprovar que adotou a mudança até 31 de julho perderá o certificado de regularidade previdenciária e pode ficar sem receber repasses voluntários de recursos da União, além de ser bloqueado em operações de crédito.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Em coletiva na cidade de Sousa, Ricardo não descarta voltar a se aliar a Cássio e Cartaxo para enfrentar João

Resultado de imagem para ricardo coutinho coletiva em sousa
O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) não descartou a possibilidade de voltar a se aliar com o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), para enfrentar o governador João Azevêdo e fazer oposição a ele. A afirmação de Ricardo foi durante coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (5) na cidade de Sousa, Sertão paraibano. 
“Os que quiserem, junto com o DEM que foi meu aliado durante 8 anos, se quiserem remar comigo vamos juntos, mas dentro do nosso modo de governar. Eles terão que se adaptar”, falou.

Governador João Azevêdo entrega adutora em Monte Horebe beneficiando mais de 4 mil paraibanos

05_12_19 Monte Horebe  Entrega de adutora_fotos francisco frança (1).jpg
O governador João Azevêdo entregou, nesta quinta-feira (5), uma adutora do sistema emergencial de abastecimento d’água e a nova agência da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), na cidade de Monte Horebe, no Sertão da Paraíba. As obras da adutora representam investimentos de R$ 3 milhões e beneficiam mais de quatro mil habitantes que terão água limpa e de qualidade nas torneiras.
Com extensão de 9.620 metros, o sistema tem captação flutuante no açude Pereiros, vazão de 34 metros cúbicos por hora e estações elevatórias de água bruta e água tratada. Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual ressaltou a satisfação de estar em Monte Horebe para entregar uma obra que assegura segurança hídrica e atrairá investimentos para a região. 
O prefeito de Monte Horebe, Marcos Eron, agradeceu ao governador João Azevêdo pela atenção com o município. “É um momento de gratidão a Deus a inauguração de um importante benefício que sanou a crise hídrica que enfrentávamos e temos um problema resolvido na nossa cidade”, disse.
Estiveram presentes ao evento, os deputados Genival Matias, Jeová Campos, Júnior Araújo e Taciano, de prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e auxiliares do Governo da Paraíba.
05_12_19 Monte Horebe  Entrega de adutora_fotos francisco frança (22).JPG 05_12_19 Monte Horebe  Entrega de adutora_fotos francisco frança (13).JPG

Irmã de Ricardo Coutinho entrega cargo de presidente da Casa de José Américo: “O projeto que eu lutei tanto perdeu a alma”.

62349237 2516632931702683 3371603856264790016 n 1 - Irmã de Ricardo Coutinho deixa presidência da Casa de José Américo: "O projeto que eu lutei tanto perdeu a alma"
A irmã do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), Viviane Coutinho, pediu exoneração da presidência da Fundação Casa de José Américo – cargo que assumiu em janeiro deste ano. 
Ela entregou, nesta quinta-feira (5), a carta de exoneração ao governador João Azevêdo. A saída de Viviane se deu após a saída de João do PSB e o rompimento oficial entre ele e Ricardo.
Ela agradeceu ao governador pelo período em que pode auxiliar o governo, mas afirmou o projeto “perdeu a alma”. “O projeto que tanto lutei pra construir, com vários outros companheiros e companheiras, perdeu a alma”, afirmou. (com Diego Lima)

Em audiência no Congresso, Joice dispara para Carla Zambelli: “Quem me perguntou se você era prostituta foi o presidente (Bolsonaro)”; Veja o vídeo!

Resultado de imagem para joice e carla
As deputadas federais Joice Hasselmann (PSL-SP) e Carla Zambelli (PSL-SP), apesar de serem do mesmo partido, trocaram farpas de forma intensa na noite desta quarta-feira (4), já no final da sessão da CPMI das Fake News no Congresso.
De acordo com o jornalista George Marques, que acompanhou toda a sessão, Hasselmann disparou para Zambelli: “Quem me perguntou se você era prostituta foi o presidente (Bolsonaro)”.
Confira, abaixo, o vídeo:

Joice Hasselmann: Quem me perguntou, textualmente, olhando no meu olho, na sala do Presidente, depois de eleito, se você tinha sido prostituta na Espanha foi o presidente. Ele me perguntou.

Carla Zambelli: (...)





Dez prefeitos confirmam saída do PSB após desfiliação de João Azevedo e outros cinco vão anunciar saída também nas próximas horas

Dez prefeitos confirmam saída do PSB após desfiliação de João Azevêdo; veja lista
A decisão do governador João Azevêdo de se desfiliar do PSB deve causar um grande estrago à legenda na Paraíba. Até agora, pelo menos dez prefeitos já comunicaram que estão deixando a sigla socialista. E outros cinco prefeitos devem comunicar nas próximas horas que também saída legenda. Confira a lista:

Prefeitos que já anunciaram desfiliação do PSB

Benício Neto (Pilar)
Chico Mendes (São José de Piranhas)
Dr. Lúcio (Itabaiana)
Fernando Naya (Rio Tinto)
George Coelho (Sobrado)
Marcelo Monteiro (Lucena)
Nobinho (Esperança)
Roberto Feliciano (Sapé)
Ricardo Pereira (Princesa Isabel)
Tiago Castro (Cabaceiras)

Prefeitos que devem anunciar desfiliação do PSB

Aron (Itatuba)
Dedé Romão (Pedras de Fogo)
Eunice Pessoa (Mamanguape)
Fábio Tyrone (Sousa)
Paulo Dália (Juripiranga)

Presidente nacional do PSB anuncia ação na justiça reivindicando mandato de João, após desfiliação, e cobra mais de R$ 3 milhões investidos em sua campanha...

Resultado de imagem para carlos siqueira e ricardo coutinho
A saída do governador da Paraíba, João Azevedo, do PSB, vai ser debatida na Justiça. O presidente nacional do partido, Carlos Siqueira disse, em entrevista nesta quinta-feira (05) que a sigla vai acioná-lo para pedir o mandato e ainda vai cobrar a devolução de R$ 3.343.307,00 milhões investidos na campanha pela legenda.
A alegação é de traição aos interesses socialistas. Siqueira repetiu a declaração de Ricardo Coutinho de que João teria vetado a ida do ex-governador para a presidência do PSB da Paraíba, mas negou que esse tenha sido o estopim para a “intervenção”.
“Vamos pedir o mandato dele na Justiça e vamos entrar com uma ação cobrando o que o partido gastou na campanha dele. Hoje, eu imagino que ele já estava decidido a deixar o partido no momento que criou o conflito e que a Paraíba inteira saiba que ele vetou o nome de Ricardo Coutinho para ser presidente do PSB. Que ingratidão! Alguém que foi escolhido e apoiado por Coutinho, seu grande patrocinador, sem cujo apoio ele jamais seria eleito porque nunca teve um voto. Eu já vi traição na política, mas normalmente demora pelo menos um ano. Ele deveria ter pelo menos a dignidade de devolver o dinheiro que se gastou na campanha dele”, declarou o dirigente nacional.
A entrevista do dirigente foi concedida ao portal ParlamentoPB

Operação Calvário: ex-secretário executivo do Turismo Ivan Burity deixa prisão após homologação de delação...

Resultado de imagem para ivan burity
Após ter dois pedidos de habeas corpus negado por unanimidade pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), o ex-secretário executivo de Turismo da Paraíba, Ivan Burity, preso na quinta fase da Operação Calvário, deixou a prisão na noite desta quarta-feira (4). Segundo informações preliminares, a soltura se deve a uma possível delação, tese que ainda não foi confirmada pela defesa do ex-gestor. 
Sobre a prisão – Ivan Burity foi um dos três alvos de prisão autorizados pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida após a deflagração da quinta fase da Operação Calvário pelo Gaeco.
O ex-secretário estava preso desde o dia 9 de novembro. Logo após a prisão, ele pediu exoneração do cargo e o pedido foi aceito pelo governador João Azevêdo (PSB). Uma delação premiada feita pelo ex-assessor da Secretaria de Administração do Estado, Leandro Nunes Azevêdo, levou as investigações da operação Calvário chegarem até Ivan Burity.

Paraibanos são homenageados em Brasília em fórum sobre combate à corrupção

O trabalho realizado na Paraíba para o combate aos malfeitos na gestão pública foi reconhecido em Brasília. Foram premiados nesta terça-feira (3), durante o Fórum “O Controle no Combate à Corrupção”, promovido pela Controladoria-Geral da União (CGU), representantes dos Ministérios Públicos Estadual, Federal e da Polícia Federal com atuação no Estado. O evento é uma alusão ao Dia Internacional de Combate à Corrupção, celebrado em 9 de dezembro.
Os premiados foram o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, do Ministério Público da Paraíba, promotor Octávio Paulo Neto, os procuradores da República Tiago Misael (Patos) e Acácia Suassuna (Campina Grande), além do delegado da Polícia Federal Carlos Felipe Maciel (Chefe da Delegacia de Campina Grande-PB).
Eles foram homenageados pelos relevantes trabalhos de combate à corrupção realizados no país. A Controladoria Regional da União no estado da Paraíba, foi representada no evento pelo superintendente Severino Queiroz.
O ministro da CGU, Wagner Rosário, fez uma prestação de contas dos principais resultados alcançados pela CGU no ano de 2019, ressaltando que essa é a melhor maneira de devolver ao contribuinte aquilo que ele paga em impostos. Segundo ele, as duas principais missões da Controladoria são apoiar a governança e gestão pública e combater a corrupção.

Fórum

O Fórum “O Controle no Combate à Corrupção” se estende até esta quinta-feira (5) e visa debater a relevância do controle na melhoria da gestão pública e no combate à corrupção. O encontro está dividido em painéis e oficinas temáticas e contará com a participação de autoridades de diversos órgãos federais, assim como organizações sociais, parlamentares e executivos de empresas. Na ocasião, serão discutidos temas como integridade, responsabilização de empresas, inovação, auditoria, transparência, entre outros.

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Cida Ramos diz que não tinha cargos no governo, avalia postura dos deputados do PSB na AL e agora na oposição afirma: "Não faço oposição por oposição".

Resultado de imagem para cida ramos
Um dia após a desfiliação do governador João Azevêdo dos quadros do PSB, a deputada estadual Cida Ramos avaliou como fica o PSB e como será a sua postura na Assembleia Legislativa a partir de agora. Dentre os oitos deputados eleitos pelo partido em 2018 ficará quatro pra cada lado, entretanto, quem pretende não pode deixar a legenda por conta da legislação. 
Adriano Galdino, Ricardo Barbosa Pollyanna Dutra e Hervázio Bezerra (licenciado) ficam com João Azevedo; enquanto, Estela Bezerra, Buba Germano, Joevá Campos e a própria Cida seguem orientação do ex-governador Ricardo Coutinho.
Tendo a secretária Neide Nunes (Desenvolvimento Humano) e vasto leque de aliados indicados para a estrutura do governo em todo o estado, Cida diz que os integrantes do PSB que são aliados de Ricardo Coutinho permanecerão da mesma forma que estão, ela declarou que de acordo com a sua visão João deverá seguir por um caminho divergente àquele que o PSB defende.
“A desfiliação de João é um ato dele, eu permaneço e os demais companheiros onde sempre estivemos. Eu penso que ele faz uma inflexão muito forte para outro caminho que não é o caminho para o qual ele foi eleito. Ele foi eleito com uma mensagem, com o apoio das pessoas da Paraíba que queriam uma continuidade de um projeto” disse.
A parlamentar ainda afirmou que mesmo após o imbróglio não fará oposição na ALPB apenas por fazer. “Isso vai depender dos projetos, eu não faço oposição por oposição. Toda a vez que for apresentada projeto e ações que reforcem isso eu estarei do lado da paraíba. Eu afirmo que sou o povo paraibano, eu sou governo quando o governo estava cumprindo e apoiando o projeto ao qual foi eleito” ressaltou.

Geraldo Medeiros segue João Azevedo e anuncia desfiliação do PSB

geraldomedeirosarapuanverdade - Geraldo Medeiros segue João e anuncia desfiliação do PSB
O secretário de Estado da saúde, Geraldo Medeiros, informou nesta quarta-feira (04), que irá se desfiliar do PSB e seguirá o governador João Azevêdo no futuro partido no qual o gestor deve ingressar. A decisão acontece depois da decisão de Azevêdo, que por meio de carta anunciou a saída da sigla.
Medeiros lembrou de sua condição de secretário como fator preponderante para a decisão anunciada por ele. “Eu disse que, como eu exerço um cargo de confiança, um cargo comissionado, só resta duas opções: ou seguir o governador ou pedir pra sair”, disse.
O secretário informou que vai se apresentar o pedido de desfiliação do PSB ainda essa semana. Ele não quis comentar sobre as possibilidades que podem ser seguidas pelo governador João. “Eu vou ouvir o governador, e após ouvi-lo é que nós vamos tomar uma decisão”, ponderou.

João diz que contrários a seu governo devem entregar cargos: "Muita gente não teve a coragem de entregar os cargos. A primeira atitude era dizer: tá aqui os cargos, por isso e isso, e acabou"

04_12_19 inauguracao_centro_integrado_referencia_fotos francisco franca (24).JPG
O governador João Azevêdo defendeu nesta quarta-feira (4), durante passagem por Campina Grande, que os membros da sua gestão que forem contrários à mesma devem entregar os cargos. Ele afirmou que muitos se mantiveram em suas posições após a crise do PSB, mesmo boicotando o Governo.
João inaugurou no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, o Centro Integrado Multiusuário de Referência em Saúde da Paraíba. O investimento de R$ 2 milhões é destinado à impressão 3D e ao processamento de imagens médico-odontológicas de ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, mamografia e raios-X e a impressão tridimensional de biomodelos para planejamento cirúrgico na área de cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial, ortopedia, cirurgia torácica e neurocirurgia.
“Muita gente se manteve no governo mesmo boicotando o governo e não teve a coragem de entregar os cargos. Essa era a exigência primeira. A partir do momento que discordo de uma forma seja qual for de alguém que está governando o Estado, a primeira atitude que deveria ter enquanto ser político era dizer, ‘tá aqui os cargos, por isso e isso, e acabou’, mas as pessoas se prendem muito a cargos e salários”, afirmou.
João disse que não sente mágoas do ex-governador Ricardo Coutinho, que desferiu duras críticas ao seu mandato e à sua figura como político. Em vez de magoado, o governador disse estar decepcionado com o ex-aliado.
“Não tenho mágoas de ninguém, meu coração não tem espaço para isso não. Eu tenho decepção, decepção na vida a gente tem, mas a vida é assim. A cada momento você é solicitado a recomeçar, e quanto você recomeça, tem que recomeçar com disposição, ânimo, é aquilo que se apresenta no momento. Saio do PSB com a consciência tranquila, absolutamente tranquilo de que tudo que nós construímos nos últimos anos, porque participei dessa construção, eu dei continuidade”, comentou.
O PSB da Paraíba apontou a alcunha de traidor para João, em nota lançada ontem. Hoje, Azevêdo rechaçou a pecha, e disse que ‘pessoas dos maiores cargos do PSB’ tentaram inviabilizar a sua gestão durante este ano.
“Eu não me sinto traidor, esse é o problema, não faço essa leitura até porque sei exatamente quais os motivos que me levaram a deixar esse partido. Durante um ano, pessoas dos maiores cargos do PSB tentaram inviabilizar essa gestão e você não da pra entender porque, afinal de contas foi um governo construído com um objetivo. Se alguém imaginava que ia continuar governador do estado a vida toda, aí é outra coisa”.

Eleições 2020
Por fim, João Azevêdo marcou a sua posição política para as eleições de 2020. Ele confirmou que apoiará candidatos e aproveitou para afastar a tese de que esteja pensando na reeleição em 2022.
“Teremos [candidatos em Campina Grande e João Pessoa]. Eu nunca disse em momento nenhum que estaria colocando 2022, mas Maquiavel já ensina que a melhor maneira de você atacar alguém é você inverter a posição. Talvez as pessoas, esse golpe que foi dado no PSB, talvez desconfiassem que não teriam legenda, e quiseram colocar hoje em João Pessoa e 2022. Jamais coloquei 2022 na mesa, até porque estamos construindo esse projeto agora. Estamos iniciando a gestão. Estamos exatamente contribuindo para a Paraíba. o processo de discussão para 2022 está muito longe”, pontuou.

Aliança entre João e Cartaxo para 2020 pode acontecer com o governador indicando Cícero pra prefeito tendo Diego como vice na disputa em João Pessoa

Resultado de imagem para cícero lucena e diego tavares
Resultado de imagem para cícero lucena e diego tavares
Com desempenho muito bom nas pesquisas divulgadas ontem (3) o ex-governador, ex-senador e ex-prefeito da Capital Cícero Lucena já está repensando sua decisão de não disputar mais eleições. O 'Caboclinho de Jatobá' - São José de Piranha, foi inocentado dias atrás no último processo que ainda respondia na Justiça, muitos fruto de denúncias feitas pelo então vereador/deputado Ricardo Coutinho quando Cícero era prefeito (vinte anos atrás).
Ricardo foi eleito prefeito de João Pessoa vencendo Ruy Carneiro, em 2004, e reeleito vencendo João Gonçalves, em 2008. Já em 2012, Cícero surpreendeu ao vencer Estela (apoiada por Ricardo que já era governador) e Zé Maranhão indo pro segundo turno contra Luciano Cartaxo que venceu (apoiado pelo então prefeito Luciano Agra, com Nonato Bandeira como vice). Em 2016, Maranhão colocou Manoel Jr vice de Cartaxo que venceu Cida Ramos (apoiada pelo governador Ricardo), no primeiro turno.
Agora, Cícero surge como único capaz de duelar com Ricardo. Institutos Opinião e Datavox mostram Cícero com 13,11% e 11,1%, enquanto, Ricardo aparece com 29,4% e 29,8%. Para embaralhar mais ainda o jogo, Cícero pode vir a ser candidato apoio pelo governador João Azevedo numa aliança (vejam só) com Luciano Cartaxo, que indicaria Diego Tavares como vice. Uma chapa que agrada todos os lados.
Em política é pertinente sorte para ser alçado pelas conjecturas e Diego (filho do médico Reginaldo Tavares, que foi vice-prefeito de Cícero) é atualmente (indicado por Cartaxo na chapa) suplente da senadora Daniella Ribeiro, cujo mandato está apenas no primeiro ano de mandato.
Como bem lembra Dércio Alcântara, muitos suplentes assumiram a titularidade nos últimos anos como Wellington Roberto (suplente de Humberto Lucena), Ney Suassuna (suplente de Antônio Mariz), Roberto Cavalcanti (suplente de Zé Maranhão) e Raimundo Lira (suplente de Vitalzinho). Diego tá no caminho do cavalo, que tá vindo selado....

MPF apura se prefeitura de Santa Inês fraudou convênio pra abastecimento de água

O procurador da República, Anderson Pereira Lima, determinou a abertura de inquérito civil para apurar possíveis irregularidades no Convênio nº 0631/2014 (SIAFI 682591 – FUNASA), firmado com a Prefeitura Municipal de Santa Inês, na região do Vale do Piancó, para a implantação de sistema de abastecimento de água no município.
A medida foi publicada na edição do Diário do Ministério Público Federal Eletrônico (DMPF), desta quarta-feira (4). De acordo com a publicação, o valor para a realização da obra foi estimado em pouco mais de R$ 1 milhão.

Mais de R$ 14 milhões é o valor da dívida do município de Bananeiras com a Previdência Municipal

Foi divulgado na imprensa do brejo paraibano o valor total da dívida do Instituto Bananeirense de Previdência (IBPEM), através de nota técnica do Sr. Rocine Rodrigues, diretor da GesPrev, empresa contratada pelo gestão para fazer auditoria em virtude de supostos desvios de dinheiro público na gestão do prefeito Douglas Lucena (PSB).
Segundo a nota técnica, a dívida com o Instituto de Previdência é referente ao período de 2001 até 2019 e totaliza o valor exato de R$14.406.816,91 (Catorze milhões quatrocentos e seis mil oitocentos e dezesseis reais e 91 centavos). A nota técnica divulgada pela gestão não tratou de eventuais depreciações ao patrimônio feitas através de corrupção no órgão, tratando exclusivamente de ausência de repasses, bem como de parcelamentos de dívidas não cumpridos.
O assunto da previdência municipal é tema comum nas discussões políticas dentro do município de Bananeiras e já foi alvo de audiência pública. O atual gestor afirma que o problema não vem de sua gestão e que tem tomado medidas para combater a corrupção dentro do órgão. No último ano de 2019 as contas do atual prefeito foram reprovadas no Tribunal de Contas da Paraíba em virtude da má gestão à frente do órgão previdenciário.