quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Aliado de novo ministro da Saúde, Efraim Filho diz que Mandetta é “melhor nome”.

WhatsApp Image 2018 11 20 at 19.35.54 - Aliado de novo ministro da Saúde, Efraim Filho afirma que Mandetta é “o melhor nome”
Efraim esteve no CCBB junto com Mandetta e deputado eleito Kim (SP)
O presidente eleito Jair Bolsonaro o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), de 53 anos, futuro ministro da Saúde a partir de janeiro de 2019. Ortopedista pediátrico, Mandetta não se candidatou à reeleição, portanto estará sem mandato no próximo ano. O novo ministro é muito próximo do deputado federal paraibano Efraim Filho (DEM) para quem até pediu votos na última campanha.
Efraim Filho comentou a indicação do novo auxiliar de Bolsonaro: “Ele consegue reunir qualidade técnica e científica. É um ortopedista extremamente respeitado e tem muita articulação muito forte com a classe médica, tanto que hoje estavam presentes a Associação dos Médicos do Brasil, o CFM, Coren, Federação dos Agentes de Saúde e também conhece o parlamento, é muito respeitado e pode contribuir com o encaminhamento da agenda da Saúde em 2019. Não poderia haver melhor escolha”, resumiu.
Bolsonaro disse que Mandetta terá de “tapar ralos”, facilitando a vida das pessoas com pouco dinheiro em caixa. O futuro ministro se reuniu com Bolsonaro no gabinete de transição no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB).

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Pleno do TJPB julga nesta quarta-feira ADI's contra leis municipais, Notícias-Crimes contra prefeitos de Taperoá e Aroeiras e, ainda, uma ADL sobre a greve dos técnicos administrativos do Estado.

Resultado de imagem para pleno do tjpb
O Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba se reúne, nesta quarta-feira (21), para analisar 57 recursos da pauta judicial. São 37 processos eletrônicos e 20 físicos. Dentre eles, 13 Ações Diretas de Inconstitucionalidade contra Leis Municipais e Estaduais, Notícias-crimes contra os prefeitos de Taperoá e Aroeiras e Ação Declaratória de Legalidade de Greve do Sindicato dos Técnicos Administrativos da Administração Direta e Indireta do Estado da Paraíba. A sessão começa às 9h, no auditório do Anexo Administrativo. A pauta pode ser acessada no calendário da página inicial do site.
Em cinco Ações Direta de Inconstitucionalidade, o Ministério Público pretende a suspensão de artigos de Leis Municipais que autorizam contratação temporária de servidores, com regras que, aparentemente, violam os incisos VIII e XIII do artigo 30 da Constituição Estadual, ou seja, o devido concurso público. De acordo com o Órgão Ministerial, as normas autorizam a contratação em casos desprovidos de excepcionalidade.
Serão vistas as Leis: n.º 1.341/2008 de Picuí (ADI 0801651-21.2015.8.15.0000) e n.º 495/2013 do Município de Juru (ADI 0802898-37.2015.8.15.0000), ambos com relatoria do desembargador Abraham Lincoln da Cunha Ramos; Lei nº. 583/2009 de Mamanguape (ADI 0805473-81.2016.8.15.0000) e a desembargadora Maria das Graças Morais Guedes como relatora; n.º 002/2013 de Arara (ADI 0801458-98.2018.8.15.0000), cujo relator é o desembargador José Ricardo Porto; nº 859/2010, de Brejo do Cruz (ADI 0801031-04.2018.8.15.0000) com relatoria do desembargador João Alves da Silva.
Na ADI nº 0803823-28.2018.8.15.0000, o Município de Guarabira pretende a suspensão provisória do parágrafo único do artigo 1º da Lei nº 1.476/2017, que dispõe: “É vedado qualquer parcelamento ou reparcelamento, junto ao Instituto de Previdência e Assistência – IAPM, sem autorização legislativa.”. O argumento do gestor municipal é que há vício de iniciativa em relação à Constituição Estadual, cuja redação estabelece a competência privativa do Chefe do Poder Executivo para promover leis que disponham sobre previdência social, proteção e defesa da saúde. A relatora é a desembargadora Fátima Bezerra, que vai levar a análise do pedido liminar para a Corte.
Já na ADI 0805837-82.2018.815.0000, de relatoria do desembargador João Alves da Silva, a Associação dos Magistrados da Paraíba (AMPB) se insurge contra o artigo 35 da Lei Estadual nº 11.162/2018, que supostamente ofende os artigos 3º, 6º, 30 e 99 da Constituição do Estado da Paraíba. A AMPB assevera que a implementação contida na norma acarretará evidente redução de receita. O artigo 35 da Lei de Diretrizes Orçamentárias estabelece como limite para a proposta orçamentária do Judiciário, para o ano de 2019, a despesa do ano de 2018 (que repete a de 2017 que, por sua vez, repete a de 2016), de acordo com a Associação. Por isso, pede a suspensão da eficácia do artigo 35 e da tramitação da Lei Orçamentária Anual perante a Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba.
Nesse mesmo sentido, será analisada a ADI nº 0802657-58.2018.8.15.0000 ajuizada pela Associação do Ministério Público do Estado da Paraíba, tendo por objeto o artigo 1º e anexos da Lei 11.057/2017 – Lei Orçamentária Anual do Estado da Paraíba para o exercício de 2018 – que, por sua vez, alude à Lei Estadual nº 10.948/2017 – Lei de Diretrizes Orçamentarias do Estado da Paraíba para 2018. A parte autora sustenta que a norma impugnada afastou a possibilidade de incidência dos percentuais de reajustes anteriormente previstos no Plano Plurianual – PPA – e que teriam sido viabilizados mediante o crescimento constante da receita do Estado. O relator do recurso, desembargador Oswaldo Trigueiro do Valle Filho verificou que o feito encontra-se pronto para julgamento e apreciará, diretamente, o mérito da ação.
O referido desembargador também relatará a Ação Declaratória de Legalidade de Greve nº 0802857-65.2018.8.15.0000 promovida pelo Sindicato dos Técnicos Administrativos da Administração Direta e Indireta do Estado da Paraíba – SINDTEC-PB em face do Estado da Paraíba. Em 17 de março de 2018, o Sindicato promoveu Assembleia Geral Extraordinária para deliberar sobre greve geral da classe, tendo em vista as perdas salariais e a falta de diálogo com o Governo do Estado, restando aprovado paralisação para indicativo de greve nos dias 22 e 28 de março. Caso não houvesse acordo, seria iniciada uma greve geral a partir do dia 2 de abril. O SINDTEC alega que o Estado não manifestou interesse de diálogo. Com a Ação, a Associação busca coibir o corte de ponto e suas consequências – prejuízos funcionais e profissionais – bem como a restituição de eventual valor que já tenha sido descontado da folha de pagamento dos servidores participantes do movimento paredista antes do deferimento da tutela antecipada requerida.
Consta, ainda, na pauta do Pleno Notícias-crimes contra Jurandi Gouveia Farias, prefeito de Taperoá, pelo cometimento, em tese, de contratações diretas indevidas por fracionamento de despesas com dispensa de licitação, durante os exercícios 2013 e 2014. Em um dos processos o gestor contratou empresas para recuperação de calçamento e, no outro, para limpeza urbana. As Notícias nº 0000892-85.2018.8.15.0000 e nº 0000424-24.2018.8.15.0000 tem a relatoria, respectivamente, do desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos e do juiz convocado Miguel de Britto Lyra Filho.
No processo da Notícia-crime nº 0002758-36.2015.8.15.0000, o desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos analisa a investigação apurada, após recebimento da denúncia em maio de 2016, em relação à admissão de servidores públicos sem concurso público praticada pelo prefeito de Aroeiras, Mylton Domingues de Aguiar Marques.

Julian Lemos indica mais um paraibano, o advogado Nildo Moreira Nunes, para equipe de Bolsonaro.

O deputado federal eleito Julian Lemos (PSL) indicou mais um paraibano para a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). O advogado Nildo Moreira Nunes. A informação foi dada com exclusividade ao Portal ClickPB, na tarde desta terça-feira (20). Julian Lemos é um dos nomes mais próximos a Bolsonaro e foi um dos articuladores da campanha do ex-capitão.
Ele também indicou, antes de Nildo Moreira Nunes, outro paraibano para a equipe de transição do governo Bolsobaro, que foi Tárcio Pessoa, ex-secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão do governo comandado por Ricardo Coutinho. Julian tem priorizado o Nordeste, especialmente a Paraíba, nas suas indicações. Além disso, Julian Lemos indicou também para a equipe de transição de Bolsonaro o procurador Nacional da Fazenda, Sérgio Queiroz. 
O grupo de Desenvolvimento Regional na equipe de transição de Bolsonaro é coordenado pelo paraibano Julian Lemos.

Perfil de Nildo Moreira Nunes - Bacharel em Direito, advogado especialista em Direto Público, militante na área Constitucional, Administrativa e Eleitoral, Nildo Moreira Nunes exerceu cargos de chefe da Assessoria Jurídica do Detran/PB, assessor jurídico do Instituto de Previdência do Município de Santa Rita, assessor e consultor jurídico do município de Santa Rita, foi membro do Conselho Municipal de Segurança Pública COMSEP, junto à Secretaria de Segurança e Defesa Civil de Cabedelo, membro da Comissão responsável pelo Concurso Público destinado ao Provimento de Cargo de Procurador do Ministério Público junto ao TCE/PB, advogado da Fundação Ricardo Franco com atuação perante o CENTRAN e DNIT, responsável pela duplicação da BR 101, assessor jurídico da Procuradoria Geral do Estado da Paraíba, coordenador jurídico da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Município de João Pessoa, membro da Comissão de Ética da OAB/PB, conselheiro titular da OAB/PB, vice-presidente da 1ª Câmara da OAB/PB, diretor da OAB/PB, corregedor-geral da OAB/PB. 
O advogado também já compôs a lista tríplice por duas vezes do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), ao cargo de Juiz Substituto na categoria Jurista, vice-presidente do Conselho de Transparência Pública e Combate à Corrupção do Estado da Paraíba.

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Está em vigor Lei que acaba (mais uma vez) ‘reconhecimento’ e ‘autenticação’ em cartórios

Os cartórios se transformaram em lojas de carimbar papel sem necessidade
Está em vigor desde outubro a Lei 13.726/2018, que acabou mais uma vez o reconhecimento de firma e autenticação de fotocópias, além de livrar o cidadão da exigência de apresentar documentos ou declarações que o governo já tem em seu poder. O lobby inescrupuloso dos cartórios tornou letra morta a extinção dessas mesmas exigências, no governo João Figueiredo, quando Hélio Beltrão foi ministro da Desburocratização, entre 1979 e 1983. Pouco a pouco, tudo voltou. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
A “indústria da desconfiança” rendeu aos cartórios R$15,7 bilhões retirados do bolso dos brasileiros somente em 2017. O cidadão era obrigado a deixar algum para que os espertos, em troca de um carimbo, atestassem que sua assinatura era mesmo dele. A validade da lei, publicada em 9 de outubro, inicia no próximo dia 23 porque não há no texto a data da vigência. Nesse caso, aplica-se a normal geral de iniciar a validade 45 dias após a publicação.
A lei 13.726 foi proposta no Senado e incorpora iniciativas do presidente da República, Michel Temer. A lei também impede que órgãos exijam do cidadão a apresentação de certidão ou documento expedido por outro órgão do mesmo Poder.

João Azevêdo discutiu hoje com a Comissão de Transição mudanças na estrutura administrativa do Estado

João Azevêdo discute com Comissão de Transição mudanças na estrutura administrativa do Estado
O governador eleito da Paraíba, João Azevêdo (PSB), iniciou a semana reunido com a Comissão de Transição do Governo (CTG). Mudanças na estrutura administrativa do Estado estiveram entre os temas discutidos no encontro realizado nesta segunda-feira (19). De acordo com João Azevêdo, a CTG deverá apresentar, ainda esta semana, um estudo definitivo sobre eventuais alterações na estrutura do governo que passarão a vigorar a partir do próximo ano.
“Está estabelecido um cronograma de trabalho, não só de levantamento de informações, mas, acima de tudo, de apresentações das propostas, na próxima quinta-feira, em forma definitiva para aprovação, de algumas alterações que pretendemos realizar na estrutura administrativa do Estado. Em breve, vamos apresentar ao povo da Paraíba o que pretendemos fazer de mudança estrutural dentro do Governo do Estado”, assegurou.
João também informou que a CTG está elaborando um levantamento sobre os trabalhos desenvolvidos em cada secretaria do Estado. “A presidência da comissão está encaminhando para cada secretaria o modelo de relatório que cada uma deve apresentar, quais as informações que devem constar no relatório que deve ser entregue até a próxima semana”, explicou.
O secretário chefe da Controladoria Geral do Estado, Gilmar Martins, que preside a CTG, afirmou que a equipe de transição também está trabalhando para apresentar, até o final de novembro, informações que possam embasar projetos de leis e decretos necessários para colocar em prática as propostas do governador eleito a partir de 2019.
“O propósito maior é estudar as possíveis reformas que podem ser feitas no sentido de adequar a proposta de governo de João Azevêdo. Nós estamos pensando em ações que visem trazer mais eficiência e modernização à administração pública. O nosso objetivo é chegar no dia 2 de janeiro com todas as ações prontas para começarmos o novo governo”, disse.
A Comissão de Transição do Governo foi instituída na última quarta-feira (14), através de decreto assinado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), divulgado no Diário Oficial do Estado. Além do secretário chefe da Controladoria Geral do Estado, Gilmar Martins, a CTG também é formada por Gilberto Carneiro (procurador-geral do Estado); Livânia Farias (secretária da Administração); Amanda Rodrigues (secretária de Finanças); Deusdete Queiroga Filho (secretário da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia); e Waldson Souza (secretário do Planejamento, Orçamento e Gestão).

Estela articula para manter Cláudia Veras na Secretaria Saúde com João Azevedo

Gestão Azevêdo: Estela articula para manter indicação na Saúde
Poderá sair mais uma vez da deputada estadual Estela Bezerra (PSB), a indicação do nome que comandará a Secretaria de Saúde da Paraíba, agora na gestão João Azevêdo (PSB). A receita é a mesma: Cláudia Veras. 
Segundo informações obtidas na tarde desta segunda-feira (19), a deputada Estela estaria articulando junto à base aliada para manter a aliada na pasta, inclusive com o aval do governador Ricardo Coutinho (PSB), que encerra o mandato dia 31 de dezembro. Estela tem encontrado algumas insatisfações na base aliada, sobretudo, por conta da força dessa indicação.
Alguns parlamentares aliados do Governo estariam clamando por renovação, mas Estela tenta convencer tanto João quanto a Comissão de Transição, que Cláudia Veras é a melhor opção por já ter se apresentado como um quadro eficiente e competente. Outros nomes até estariam aparecendo como cogitações, mas a própria Estela estaria trabalhando para enfatizar as qualidades e credenciais da aliada.

PERFIL - Claudia Veras é enfermeira sanitarista, graduada pela Universidade Federal de Pernambuco. Possui Mestrado em Enfermagem em Saúde Coletiva e Pós-Graduação em Gestão da Atenção à Saúde e Especialização em Residência em Medicina Preventiva Social – UFPB. Já esteve à frente da Secretaria Executiva da Saúde, no período de 2011 a 2014 e em dezembro de 2016 retorna como a secretária de Estado da Saúde.

Numa articulação conduzida pelo prefeito Nilson Lacerda, Raimundo Araújo é eleito para comandar a Câmara de Conceição no biênio 2019/2020

Numa articulação bem sucedida, comandada pelo prefeito Nilson Lacerda (PSDB), a base de situação conseguiu manter o comando da Câmara Municipal de Conceição com eleição de Raimundo Araújo (PSDB), na manhã desta segunda (19). Raimundo teve 6 votos vencendo Luiz Paulino, da oposição, que obteve 4 votos. A vereadora Thalitta Lopes (PSDB), mesmo fazendo parte da base de situação, não seguiu a orientação do prefeito e votou em si mesma. A sessão foi conduzida pelo vereador Aguinaldo Diniz.
Decano do parlamento-mirim local, já no oitavo mandato, Raimundo é um dos políticos mais experientes do município e recebeu a missão de Nilson diante do impasse na base que não chegava ao consenso na escolha de um nome. O prefeito, então, chamou o feito à ordem e destacou seu Chefe de Gabinete para a empreitada cuja definição se deu ontem, depois de uma semana de conversações, em reunião que contou ainda com o aval do ex-presidente da câmara, Marcílio Lacerda, e o ex-prefeito Deon Diniz [marido da vice-prefeita Nena].
Após a ter sido eleito, Raimundo retornou à Chefia de Gabinete onde está desde o começo da gestão municipal para concluir seus trabalhos até o fim de dezembro próximo. O presidente eleito é tido como um fiel da balança no grupo de situação, pelo seu jeito conciliador, e promete unir forças para colaborar com a gestão municipal. Foram eleitos como vice o vereador Nego de Sevi (MDB), como primeiro secretário Samuel Lacerda (PSDB), atual presidente, e segundo secretário Roberto de Chicó.
Em sua fala na tribuna, Raimundo agradeceu a confiança de Nilson e disse que vai se conduzir com "transparência sendo presidente de todos, dos que votaram e não votaram. Isso é democracia!", enfatizou lembrado que já perdeu uma disputa para presidência. Já o prefeito deixou destacado que buscara a união, através do diálogo, e a missão delegada à Raimundo "será importantíssima para poder dar continuidade aos projetos que têm trazidos inúmeros benefícios ao município", enfatizou.
Fotos: Portal Conceição Verdade

China, sempre impressionante...

São impressionantes as cifras da chamada 'Black Friday' dos chineses, realizada no começo deste mês e comandada pelo grupo 'Alibaba', uma empresa tipo Amazon, especializada em vendas pela internet. A promoção que dura 1 dia, foi batizada por lá de "Dia dos Solteiros".
A promoção movimentou 30 bilhões e 800 milhões de dólares, com mais de 1 bilhão de encomendas (vendas) para serem entregues. As maquininhas de pagamentos virtuais (cartões) registraram 325 mil operações por segundo. 
Ambiciosa - Esse grupo anunciou a sua meta para a próxima década: atuar nos países do mundo e garantir que qualquer compra , em qualquer lugar do mundo, tenha a mercadoria entregue em até 72 horas. 

domingo, 18 de novembro de 2018

Em Curral Velho, ex-catador constrói posto de combustíveis com as próprias mãos e depois de 18 anos poupando o pouco que ganhava

Ex-catador constrói posto de combustíveis na Paraíba
Um ex-catador de materiais recicláveis construiu um posto de combustíveis, com as próprias mãos e ajuda dos filhos, em Curral Velho, no Sertão da Paraíba. Damião Vicente da Silva, de 47 anos, poupou o pouco que ganhava durante 18 anos, dividindo a renda mensal para sustentar a família e realizar o sonho.
Ter um posto de combustíveis era uma meta que Dão, como é conhecido o agora empresário, desejava alcançar desde o ano 2000. Como na cidade não havia nenhum estabelecimento no setor, ele viajava para as cidades vizinhas de Diamante, Boa Ventura e Itaporanga para comprar botijões de gasolina. Em Curral Velho ele vendia o combustível em garrafas descartáveis de dois litros.
Em 2009, Damião conseguiu comprar o terreno onde o posto foi construído. Desde então ele comprava o material de construção aos poucos e erguia o estabelecimento conforme podia, junto com os filhos. “Eu comprava areia, cimento e tijolos e colocava as mãos na obra com os meus filhos. Eu que fui o pedreiro, eletricista e tudo que precisava ser”, explicou.
Foi com o dinheiro que conseguiu trabalhando como catador que ele construiu família e criou os três filhos ao lado da esposa, Alcileide Sabino Vicente, de 40 anos. A filha do meio dele, Darkeline Vicente sabino da Silva de 20 anos, está prestes a se formar no curso de Serviço Social. Os outros filhos, Darkileudo Vicente Sabino de 22 anos e Darcileudo Vicente Sabino de 18 anos, conciliam a rotina escolar do ensino médio com as tarefas do novo negócio da família.
Damião perseverou por quase 20 anos, mas conta que não foi fácil. Muitas vezes foi rotulado como louco por depositar tanta esperança em um sonho que muitos consideravam impossível. Mesmo desanimado, ele nunca desistiu. “Muitas pessoas me chamavam de doido. Eu enchia os olhos de lágrimas e pedia forças a Deus. Cheguei a perder o sono e não conseguia nem me alimentar”, confessou.
O ex-catador de materiais recicláveis acredita que teve as preces atendidas. Ganhou prêmios em duas rifas: um carro e uma moto. Os veículos que ele recebeu foram vendidos e se tornaram degraus para a conquista do posto. Damião reforçou que o apoio da família foi fundamental. A esposa dele e os três filhos semearam sementes de esperança no coração dele, nos momentos difíceis. Hoje, o sonho de um virou o negócio da família toda que colheu os bons frutos do trabalho e dedicação que foram plantados.
Com propriedade, Dão deixa uma mensagem de fé para quem possui um sonho. “Eu tô muito emocionado e não sei falar bonito. Eu queria que todos que tivessem um sonho trabalhassem e não desistisse dele e arregaçassem as mangas. Quem luta, vence”, concluiu.

Redação com G1

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Prefeito de Tavares é indiciado e seu irmão (que é secretário) foi preso por suposta cobrança de propina na compra de dois veículos

O prefeito de Tavares, Aílton Suassuna (foto), e o irmão dele, o secretário de Finanças do Município, Michael Suassuna, foram os alvos da Operação República, nesta quarta-feira (14). O secretário Michael (irmão de Ailton) foi preso e o prefeito foi indiciado. Eles são acusados de ter cobrado propina como condição para o pagamento pela aquisição de dois veículos pela administração municipal. A ação foi autorizada pelo desembargador Arnóbio Alves Teodósio, relator do caso no Tribunal de Justiça. A denúncia foi formulada pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), com base em investigação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O órgão, após denúncia formulada pelo dono da concessionária, montou uma operação controlada para flagrar a tentativa de extorsão. A ação, batizada de Operação República, contou com participação também da Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deccor).
Em depoimento ao Gaeco, o dono de uma rede de concessionárias do Sertão revelou que venceu uma licitação promovida pelo município de Tavares. O pregão presencial ocorreu no dia 11 de outubro deste ano. O empresário relatou que no dia em que foi divulgado o resultado do certame, um funcionário da empesa dele, representante na audiência, relatou ter sido procurado pelo prefeito. Durante a conversa, o gestor do município, pessoalmente, teria pedido o pagamento de propina para “facilitar” o pagamento. Os veículos em questão eram dois carros modelo Spin, da Chevrolet, no valor de R$ 78,9 mil, cada um. Ao ser informado de que a empresa não trabalhava com o pagamento de vantagens, o prefeito, segundo o relato do delator, teria pedido o contato do dono da concessionária para contato pessoal.
Provas repassadas ao Ministério Público mostraram que o prefeito teria enviado mensagem pelo aplicativo WhatsApp para o empresário dizendo que gostaria de tratar pessoalmente da desobstrução do pagamento. Os carros foram adquiridos pela concessionária para a entrega, tal qual o previsto pela licitação. As notas fiscais foram emitidas e a entrega ocorreria na sexta-feira (9), mas ela não foi possível naquele dia. Aílton Suassuna, no entanto, em novo contato pelo aplicativo de compartilhamento de mensagem reafirmou a necessidade da conversa. Teria dito, então, que enviaria para o encontro a irmã, Maévia Pouline Suassuna Porto, secretária de Controle Interno da prefeitura.
A pessoa encaminhada para o encontro, no entanto, foi o secretário de Finanças, Michael Suassuna, também irmão do prefeito. Por meio de operação controlada, que incluiu a captação de áudio, o Ministério Público conseguiu flagrar conversa. Após a negociação de R$ 2 mil em propina, revela a investigação, Suassuna teria liberado o pagamento das faturas referentes à compra dos carros. Os extratos do pagamento, apresetados pelo empresário delator, mostram a assinatura eletrônica do secretário e do prefeito. O pagamento da suposta propina ficou acertado para o período da tarde desta quarta-feira (14). Primeiro ficou acertado que o dinheiro seria recolhido por um terceiro, mas Michael entrou em contato com o empresário dizendo que ele mesmo faria a coleta.
O secretário de Finanças foi preso em flagrante, após o recebimento do dinheiro pago pelo empresário, em Patos. A partir daí teve início a procura pelo prefeito, que se apresentou à polícia horas depois. Entre as acusações que pesam contra os dois estão crimes de responsabilidade de prefeito municipal, peculato, concussão, corrupção passiva e organização criminosa.

Azevêdo visita Centro Administrativo e discute projeto de reforma com auxiliares do Governo

O governador eleito João Azevêdo visitou, nesta quarta-feira (14), o Centro Administrativo Estadual para conhecer o projeto de modernização de toda a infraestrutura física do equipamento, que abriga mais de dois mil servidores distribuídos em quatro blocos. Localizado no bairro de Jaguaribe, em João Pessoa, o Centro Administrativo ganhará, entre outras melhorias, a construção de mais um bloco, estacionamento, acessibilidade e novas instalações elétrica e hidráulica.
Na ocasião, João Azevêdo destacou a necessidade de se modernizar a infraestrutura física do Centro Administrativo. “O Centro Administrativo tem uma boa infraestrutura, mas precisa ser feita a atualização de alguns sistemas, a exemplo da parte elétrica e hidráulica, além da ampliação de espaço, que será resolvida com a construção de mais um bloco e com a ampliação do estacionamento”, afirmou. “Nesse primeiro momento, vamos buscar a solução das maiores urgências do Centro Administrativo, trabalhando principalmente a acessibilidade, facilitando a vida de cadeirantes que procuram os serviços do Governo do Estado. Vamos melhorar ainda a iluminação externa e a parte de urbanização”, prosseguiu o governador eleito.
A secretária de Estado da Administração, Livânia Farias, informou que as mudanças que serão implementadas no Centro Administrativo dão prosseguimento aos avanços conquistados nas duas gestões do governador Ricardo Coutinho. “O Centro Administrativo tem uma construção antiga – há mais de 40 anos – e conseguimos avançar em alguns pontos. Quando entramos aqui era caótico, com elevadores que mal funcionavam. Além disso, os prédios A e B já foram todos modernizados por dentro, restando apenas a infraestrutura externa”, acrescentou.
Acompanharam a visita do governador eleito João Azevêdo ao Centro Administrativo os secretários Luís Tôrres (Comunicação Institucional); Aléssio Trindade (Educação); Waldson de Souza (Planejamento e Gestão); e Marconi Frazão (Receita); além do diretor-presidente da Companhia de Processamento de Dados da Paraíba (Codata), Krol Jânio, entre outros auxiliares do Governo do Estado.

Mais transparência – O governador eleito João Azevêdo conheceu, ainda, um projeto piloto de digitalização de processos para aumentar a transparência e facilitar a vida do cidadão em atos como pedido de aposentadoria ou abono permanência com a implantação do governo eletrônico (e-gov).
João Azevêdo ressaltou que a ampliação do e-gov será uma das prioridades de sua gestão. “Vamos buscar ao máximo possível a ampliação do que chamamos de e-gov, que é o governo eletrônico. Com isso, o cidadão terá acesso de casa aos serviços que o Estado presta, quando não houver necessidade da presença física, reduzindo custos e aumentando a transparência”, disse.
A secretária da Administração, Livânia Farias, afirmou que o processo de digitalização de processos significará uma redução de até 50% no tempo que o cidadão gasta atualmente para dar entrada em serviços como aposentadoria e abono permanência. “O objetivo do projeto é que, toda vez que o cidadão precise dar entrada num pedido de aposentadoria, abono permanência ou certidão não será necessário vir até o Centro Administrativo, ou à secretaria de origem dele. Na internet, ele terá condições de fazer a solicitação e de acompanhar todas as etapas do requerimento dele, reduzindo em mais de 50% o tempo que ele levaria sem a digitalização”, explicou.

Genival Matias encaminha projetos com João Azevedo e aponta Adriano bem cotado

Resultado de imagem para genival matias e joão azevedo
O deputado estadual reeleito Genival Matias (Avante) considerou “muito proveitosa a reunião com o governador eleito João Azevedo, ontem, conversando sobre projetos para Juazeirinho e acerca da eleição na Assembléia Legislativa com presença reconhecida do deputado reeleito Adriano Galdino na construção de futuro”.
Ele, que esteve acompanhado do irmão/prefeito de Juazeirinho explicou que a posição do governador eleito é de zelo com os limites e projetos de futuro. "O governador anda muito dedicado a construir uma gestão de avanços a partir do que realizou o governador Ricardo Coutinho" afirmou.

MESA DIRETORA – Genival Matias declarou que considera a situação bem harmonizada sob o comando dos governadores Ricardo e Azevedo visualizando a articulação reconhecida do deputado Adriano Galdino. "Constato uma realidade bem resolvida com Adriano muito bem posicionado na construção da unidade" frisou.

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Marcelo Queiroga é outro paraibano na transição do presidente eleito,,,

O cardiologista Marcelo Queiroga, presidente da SBC – Sociedade Brasileira de Cardiologia, é mais um paraibano designado para trabalhar na comissão de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro.
Na foto acima, enviada pelo médico Gláucio Nobrega, Marcelo Queiroga aparece ao lado de Flávio Bolsonaro, filho do futuro presidente do Brasil e senador recém eleito pelo Rio de Janeiro.
“Marcelo é colega nosso, conselheiro também do CRM-PB, ético, íntegro, de uma inteligência privilegiada, e muito competente”, disse Dr. Gláucio.
Confirmado ele já está. Só falta sair a portaria. (com Marcone Ferreira)

Julian Lemos nos ministérios da Integração e das Cidades...

O prestígio de Julian Lemos – deputado federal eleito, com o futuro presidente Jair Bolsonaro fica a cada dia mais evidenciado. Foram já diversas demonstrações, a mais recente a nomeação do paraibano para exercer função de relevância na comissão de transição.
A nomeação está publicada na edição do Diário Oficial da União, edição de hoje. Julian, simplesmente, vai gerenciar o núcleo técnico de Desenvolvimento Regional, nas áreas dos ministérios da Integração Nacional e das Cidades.
Ambos os temas ligados diretamente a região Nordeste. Mostra que Bolsonaro quer dar o título, de fato e direito, a ele (Julian) de coordenador para os assuntos relacionados a recursos hídricos e mobilidade urbana ao futuro parlamentar. É mole! 

Preocupado com orçamento apertado, presidente eleito do TJPB vai buscar diálogo com João Azevêdo

O desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, eleito no Tribunal de Justiça da Paraíba para presidir o Judiciário no próximo biênio de 2019-2020, mostrou-se preocupado com o orçamento apertado. Em entrevista nesta quarta-feira (14), logo após sua eleição, Márcio Murilo afirmou que pretende buscar o diálogo com o governador eleito João Azevêdo.
A primeira meta que Márcio Murilo pretende cumprir “é pagar as contas, porque as contas não estão fechando”. O desembargador ressaltou ainda que vai buscar fazer o enxugar a máquina para ajustar as contas. No entanto, ele ainda não explicou o que será cortado. “Não há dinheiro. A meta é tentar uma fórmula de enxugamento da máquina administrativa, diálogo com o governador eleito João Azevedo. Quero ter um amistoso contato com ele, dentro da harmonia entre os poderes e ouvir. Temos que ouvir sempre”, antecipou.
Já a segunda meta de Márcio Murilo se refere ao setor de informática. “Se eu tivesse dinheiro, eu iria resolver o problema do judiciário que é digitalizando todos os processos físicos”, destacou o desembargador. Ele falou ainda que já existe uma equipe trabalhando nesta digitalização, com custos operacionais de R$ 80 mil por mês. No entanto, para concluir esse processo em dois anos, seria necessário quadruplicar a equipe. Márcio Murilo estipula que esse acréscimo na equipe “dá por ano mais R$ 4 milhões pra gente conseguir digitalizar. E seria uma solução mesmo porque não haveria mais servidor, fila em cartório, carimbo, numeração de folhas, nada. Mas onde é que eu vou arrumar mais 4 milhões para fazer isso?”.
O desembargador Joás de Brito Pereira, que preside atualmente o Tribunal de Justiça da Paraíba declarou que já começa a trabalhar na transição entre as gestões. “O desembargador Márcio Murilo conhece esse tribunal, já foi corregedor de justiça, tem uma experiência muito grande e tenho certeza que irá brilhar a frente do gestão do Tribunal de Justiça da Paraíba”, considerou.

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

DOE traz nomes que vão compor equipe de transição do Governo João Azevêdo; seis auxiliares da gestão RC integram a lista

Um decreto assinado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), publicado na edição desta quarta-feira (14) do Diário Oficial do Estado (DOE), institui a Comissão de Transição do Governo e dá outras providências. Nela aparecem os nomes que irão compor a equipe de transição do Governo João Azevêdo, dentre os quais seis auxiliares da gestão RC integram a lista. Segundo o ato assinado a comissão proporcionará ao candidato eleito para o cargo de Governador do Estado todos os dados e informações necessários à implementação do programa do novo governo.
No decreto contém que a comissão fica composta pelos seguintes membros: I – Gilmar Martins de Carvalho Santiago – Secretário Chefe da Controladoria Geral do Estado; II – Gilberto Carneiro da Gama – Procurador-Geral do Estado; III – Livânia Maria da Silva Farias – Secretária de Estado da Administração; IV – Amanda Araújo Rodrigues– Secretária de Estado das Finanças; V – Deusdete Queiroga Filho – Secretário de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia; VI – Waldson Dias de Souza – Secretário do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Daniella destaca candidatura casada com Cássio, mas diz que tucano não deveria ter sido candidato ao Senado

IMG 20181112 WA0074 2 - Daniella destaca candidatura casada com Cássio, mas diz que tucano não deveria ter sido candidato ao Senado
A deputada estadual e senadora eleita Daniella Ribeiro (PP) revelou detalhes da campanha, durante entrevista ao Conexão Master levado ao ar segunda (12), negou que tenha havido preferência por sua candidatura por parte do prefeito Luciano Cartaxo (PV), em detrimento de Cássio Cunha Lima (PSDB), mas avaliou que o tucano não deveria ter sido candidato ao Senado.
Para Daniella foi um erro estratégico o senador Cássio Cunha Lima ter saído candidato a reeleição, uma vez que antes da campanha se apresentava um sentimento de mudança muito grande por parte do eleitor e havia também uma cobrança muito forte para com o tucano, por conta do seu voto a favor da reforma trabalhista. Segundo a senadora eleita, Cássio perdeu muito tempo da campanha tendo que se explicar, ao invés de pedir votos e apresentar propostas.
Daniella revelou que Cássio deveria ter seguido o exemplo de outros senadores, com a presidente do PT Gleisi Hoffmam e o próprio Aécio Neves, que declinaram da disputa para a Câmara alta do Congresso, e se candidataram a deputado federal. “Eu não seria candidata”, cravou ela, acrescentando que o seu irmão, Aguinaldo Ribeiro (PP), não foi candidato ao Senado, pelo mesmo motivo. “Teria que ficar se explicando”.

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Eleição na ALPB: Adriano Galdino se reuniu com aliados à tarde na casa de Genival Matias e à noite colocou as cartas na mesa em conversa com Ricardo

O deputado Adriano Galdino (PSB) passou o dia reunido com colegas da base do governo e aliados no seu projeto de disputar a presidência da Assembleia. Um dos últimos encontros foi na casa do deputado Genival Matias (Avante), à tarde. Galdino ouviu impressões dos colegas antes de ter o primeiro encontro pessoal com o governador Ricardo Coutinho, que aconteceu às 21h na Granja, para tratar do tema. 
A muitos dos deputados, Adriano disse que sua meta agora é trabalhar pelo consenso na bancada governista. Até aqui, Adriano tem evitado entrevistas e declarações. Segue aquela máxima da política: quanto menos se fala, menos chance de errar.
Semana passada, o governador criticou a votação de PEC da extinção da reeleição e da antecipação da eleição na Casa, de autoria do deputado Ricardo Barbosa (PSB) e aprovado principalmente pelo grupo de apoio a Adriano Galdino. Nas falas à imprensa, o governador deu a dica: o debate da Mesa precisa passar pelo “comando” do “projeto” que elegeu 22 deputados.
Procurado por Adriano, Ricardo concedeu a audiência. Antes da conversa, Galdino passou o dia conversando com aliados, avisando que está concentrando na construção de consenso com o governador e com o governador eleito João Azevedo.

Tragédia: Ex-prefeito de Barauna é assassinado pelo próprio pai quando tentava socorrê-lo de incêndio

Uma verdadeira tragédia abalou a pequena cidade de Baraúna, Seridó paraibano, no final da noite desta segunda-feira (12), por volta das 23h30. De acordo com informações, o ex-prefeito Alysson Azevedo (PSB) morreu ao tentar apagar um incêndio na casa do seu pai, o também ex-prefeito, Adilson Azevedo (MDB), e ser atingido com um tiro após o seu pai achar que estaria sendo vítima de um assalto. Alysson (foto) não resistiu e morreu instantes depois.
Segundo relatos de populares, Alysson teria tentado arrombar a casa do pai para apagar um princípio de incêndio provocado por uma panela de pressão que Adilson do feijão, como é mais conhecido, colocou no fogo, esqueceu e foi dormir. Na tentativa de arrombar o portão para entrar, Alysson foi atingido por um tiro de arma de fogo disparado pelo próprio pai que achou que se tratava de um assaltante tentando entrar em sua residência. Adilson dormia no momento e teria acordado com o barulho.
O tiro atingiu o lado direito do peito do ex-prefeito, que chegou a ser socorrido para o Hospital Regional de Picuí, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade hospitalar. A cidade está abalada com o fatídico acidente. Alysson tinha 38 anos e era casado. Ele governou o município de Baraúna de 2008 a 2012. Filho de família tradicional, herdou do pai o dom da política. Adilson, que também foi prefeito por vários mandatos, é considerado o maior líder político de Baraúna. Com Blog do Flávio

sábado, 10 de novembro de 2018

PSL desiste de candidatura de Morgana, mas não disse quem apoiar em Cabedelo...

O PSL estadual – tinha feito o pré-lançamento de Morgana Macena, desistiu de concorrer a Prefeitura de Cabedelo nas eleições suplementares de 9 de dezembro. Porém, não decidiu se vai apoiar o interino Vitor Hugo, que tenta se manter no cargo, ou outra candidatura. O blog buscou a informação, mas não obteve resposta do deputado federal eleito Julian Lemos até o fechamento dessa matéria.
A justificativa repassada por Julian é que Morgana terá outra missão, que não a de pré-candidata em Cabedelo que vive momentos difíceis. A Executiva do PSL se reuniu na noite passada e deliberou sobre a decisão anunciada. Do encontro, participaram o presidente da legenda coronel Francisco, o deputado eleito Cabo Gilberto, Fábio Lopes, Morgana, além de Julian.