segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Governador anuncia reajuste linear de 5% para todos as categorias de servidores

O governador João Azevêdo anunciou, nesta segunda-feira (20), o reajuste linear de 5% para os servidores efetivos ativos, inativos e pensionistas das administrações direta e indireta do Estado. O valor fixado pela gestão estadual supera a alta da inflação e da arrecadação do ano passado e representa o maior aumento salarial em relação aos demais estados, uma vez que o Espírito Santo e o Paraná estabeleceram índices de 3,5% e 2%, respectivamente, e os demais não concederão ou ainda não definiram o percentual de reajuste.
Durante solenidade de posse dos mil concursados do magistério, o chefe do Executivo estadual também assegurou os reajustes do salário mínimo e do piso do magistério. As medidas econômicas irão gerar um impacto superior a R$ 340 milhões na folha de pessoal em 2020.
Em sua fala, o governador João Azevêdo ressaltou o esforço da gestão estadual para iniciar a recomposição do poder aquisitivo do funcionalismo e contemplar todos as categorias de servidores, incluindo os inativos. “Nós estamos tendo a preocupação com o cidadão que se aposenta, com o reformado da polícia, com os pensionistas que estão há mais de cinco anos sem receber reajuste. O percentual de 5% torna a Paraíba como o único estado do Brasil a dar um aumento linear nesse patamar, recuperando a capacidade da base salarial e demonstrando respeito a todos os que dedicaram sua vida inteira ao serviço público. Eu digo com toda tranquilidade que vamos fazer mais pelo funcionalismo este ano do que no ano passado, o que é fundamental para manter as estruturas funcionando”, frisou.

Piso do magistério – O reajuste será de 12,84%, beneficiando 26.656 professores, incluindo os que foram empossados hoje. As remunerações dos professores, que têm carga horária de 30 horas, variam de R$ 2.381,06 para o professor de Educação Básica, classe B (nível 1) a R$ 5.604,56. O impacto na folha de pessoal será de R$ 160 milhões este ano.

Salário mínimo – Em janeiro, conforme a legislação federal, será pago o valor de R$ 1.039,00. A partir de fevereiro, o salário passa a ser de R$ 1.045,00. O aumento salarial representa um impacto anual de R$ 40 milhões na folha de pagamento do estado.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Delatado por Daniel Gomes na Operação Calvário, advogado Diogo Mariz tenta tirar a própria vida...

Um dos nomes, alvo de conversa entre Daniel Gomes e ex-procurador geral Gilberto Carneiro para negociar dinheiro com conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) para favorecer julgamentos do governo, da Saúde e da Cruz Vermelha no Tribunal de Contas, no âmbito das investigações da Operação Calvário, o advogado e assessor do TCE, Diogo Mariz teria tentado tirar a própria vida na noite dessa segunda-feira, 13, por meio de enforcamento, na sua casa, em Cabedelo.
Para socorrer o advogado foi acionada uma viatura de suporte avançado do Samu que o encaminhou para o Hospital da Unimed em João Pessoa. As informações dão conta de que Diogo está internado, e seu estado de saúde é considerado estável, estando consciente e orientado.
Diogo Mariz é advogado e filho do ex-conselheiro do TCE Zé Mariz e sobrinho do ex-governador Antônio Mariz. Homem de confiança do conselheiro do TCE Artur Cunha Lima.

Governo exonera engenheiro Loureirinho da Chefia do DER em Itaporanga e nomeia indicado do deputado Taciano

A edição desta quarta-feira (15) do Diário Oficial do Estado trouxe a exoneração do engenheiro Manoel Leite César Loureiro Neto da Chefia da Residência Rodoviária de Itaporanga, do Departamento de Estradas e Rodagens da Paraíba (DER-PB). 
Na mesma edição, o D.O.E está a nomeação do também engenheiro Damião Alisson Cavalcante Diniz como substituto no órgão, sob indicação do deputado Taciano. As portarias foram assinadas no último dia 06, do corrente mês, pelo superintendente do DER-PB engenheiro Carlos Pereira, mas somente publicadas hoje.
Loureirinho, como é mais conhecido, tem um trabalho reconhecido na região do Vale do Piancó e em toda a Paraíba pela competência técnica à frente do órgão. 

Sintab é condenado a pagar indenização de R$ 6 mil a prefeito de Campina Grande por danos morais

A da juíza Audrey Kramy Araruna Gonçalves, da 4ª Vara Cível de Campina Grande, nos autos da ação nº 0801683-52.2017.8.15.0001, condenou o Sindicato dos Trabalhadores Públicos do Agreste da Borborema (Sintab), a pagar uma indenização de R$ 6 mil em favor do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, por ter espalhado outdoors pela cidade com os dizeres: “Vergonha! O prefeito Romero quer ficar com dinheiro do Fundeb que é dos professores”.
Também foi condenado ao pagamento de R$ 4 mil de indenização, Napoleão de Farias Maracajá, que efetuou postagens em suas redes sociais em que alegava que o gestor campinense estaria desviando verbas destinadas ao pagamento dos professores para outros fins.
Em sua contestação, o Sintab afirmou que os outdoors confeccionados tinham seu conteúdo dirigido à administração municipal, sem qualquer intuito de macular a imagem do autor. Destacou, ainda, não ter agido com intuito consciente de caluniar a pessoa do prefeito, mas, sim, questionar a administração municipal acerca dos valores recebidos e buscar um acordo para que os professores participassem do rateio dos valores devidos aos profissionais do magistério.
Já Napoleão Maracajá disse, em sua contestação, que não foi demonstrada a existência de dano causado ao promovente, e que as colocações contidas nas redes sociais são de cunho geral e nunca dirigidas ao promovente, enquanto pessoa individual, e sim, de cunho eminentemente administrativo, em defesa da categoria e do patrimônio público.
Ao examinar o caso, a juíza destacou que a agressão à honra praticada pelo Sintab é gravíssima, “porquanto consistente na publicação de quinze outdoors espalhados pela cidade, que permaneceram expostos por mais de uma semana, além da impressão de material gráfico que acusava o promovente de ter se apropriado de dinheiro público do Fundeb destinado aos professores”.
A magistrada disse, ainda, que a conduta do outro demandado, Napoleão Maracajá, embora também grave, é de menor amplitude, pois reduzida às suas redes sociais e comunicações privadas, via Whatsapp, em que acusava o autor de desvio do erário, por ter utilizado o dinheiro para fins alheios.
Foi decidido, na sentença, que os valores da indenização serão revertidos em favor da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Campina Grande, conforme pedido do autor da ação, o prefeito Romero Rodrigues. Vale ressaltar que a decisão cabe recurso.

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Ministério Público pede a perda dos mandatos de Cida Ramos e Estela Bezerra

Resultado de imagem para deputadas Estela e Cida Ramos
O Ministério Público da Paraíba protocolou no Tribunal de Justiça, nesta segunda-feira (13/01), a sexta denúncia com base nas investigações da “Operação Calvário”. Na peça jurídica, o Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) e a Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e a Improbidade Administrativa (Ccrimp) acusam 35 gentes públicos, empresários e operadores financeiros de formarem uma organização criminosa (Orcrim) para a prática de delitos, como corrupção e lavagem de ativos, através de atividades de organizações sociais (OSs) na saúde e da adoção de inexigibilidades (fraudadas) na educação.
Na denúncia, o Ministério Público da Paraíba pede a perda dos mandatos das deputadas Estela Bezerra (PSB) e Cida Ramos (PSB). Estela seria “uma das principais articuladoras da organização criminosa’ e responsável pela estruturação das atividades das organizações sociais”, enquanto Cida Ramos ‘seria uma das mais fiéis integrantes da empresa criminosa, escolhida para representar os interesses da organização criminosa’ nos poderes executivo e legislativo. Cida também seria ‘umbilicalmente’ ligada a Ney Robisson Suassuna.
Confira o trecho do documento:

Ministério Público denuncia 35 envolvidos na Operação Calvário e encaminha relatório final à Justiça da Paraíba

A denúncia do Ministério Público da Paraíba no âmbito da Operação Calvário foi enviada nesta segunda-feira (13) à Justiça da Paraíba. Ao todo, 35 pessoas dos núcleos político, administrativo e financeiro operacional foram denunciadas pelo MPPB.
Dentre os denunciados, integram o núcleo político o ex-governador Ricardo Coutinho, as deputadas estaduais Estela Bezerra e Cida Ramos e a prefeita de Conde, Márcia Lucena. Já no núcleo administrativo do esquema de desvio de dinheiro foram denunciados Waldson Souza, Gilberto Carneiro, Coriolano Coutinho, Edvaldo Rosas, Cláudia Veras, Aracilba Rocha, Livânia Farias e Ivan Burity.
O Ministério Público da Paraíba requereu que “por intermédio de seus representantes signatários, que seja a presente denúncia recebida e autuada com o Procedimento Investigatório Criminal acima epigrafado que a instrui, com a conseguinte instauração do devido processo penal-constitucional, observando-se o rito previsto na Lei n° 8.038/1990, sendo, após a devida instrução criminal, proferida a competente sentença condenatória, conforme as provas e elementos de informação ora colacionadas, além das provas produzidas no transcorrer do processo, de tudo ciente este Órgão Ministerial”.
O representante do Ministério Público ainda pede que os denunciados que são ou eram funcionários públicos sofram a perda do cargo por oito anos após o cumprimento da pena. Pediu ainda que seja fixado um valor para reparação dos danos morais, sugerindo a quantia de R$ 134,2 milhões.

Núcleo Político:

(1) RICARDO VIEIRA COUTINHO
(2) ESTELIZABEL BEZERRA DE SOUZA
(3) MARIA APARECIDA RAMOS DE MENESES (CIDA RAMOS)
(4) MÁRCIA DE FIGUEIREDO LUCENA LIRA

Núcleo Administrativo:

(5) WALDSON DIAS DE SOUZA
(6) GILBERTO CARNEIRO DA GAMA
(7) CORIOLANO COUTINHO
(8) JOSÉ EDVALDO ROSAS
(9) CLÁUDIA LUCIANA DE SOUSA MASCENA VERAS
(10) ARACILBA ALVES DA ROCHA
(11) LIVÂNIA MARIA DA SILVA FARIAS (colaboradora)
(12) IVAN BURITY DE ALMEIDA (colaborador)

Núcleo Financeiro Operacional:

(13) FRANCISCO DAS CHAGAS FERREIRA
(14) NEY ROBINSON SUASSUNA
(15) GEO LUIZ DE SOUZA FONTES
(16) BRUNO MIGUEL TEIXEIRA DE AVELAR PEREIRA CALDAS
(17) JAIR ÉDER ARAÚJO PESSOA JÚNIOR
(18) RAQUEL VIEIRA COUTINHO
(19) BENNY PEREIRA DE LIMA
(20) BRENO DORNELLES PAHIM FILHO
(21) BRENO DORNELLES PAHIM NETO
(22) DENISE KRUMMENAUER PAHIM
(23) SAULO PEREIRA FERNANDES
(24) KEYDISON SAMUEL DE SOUSA SANTIAGO
(25) MAURÍCIO ROCHA NEVES
(26) LEANDRO NUNES AZEVEDO (colaborador)
(27) MARIA LAURA CALDAS DE ALMEIDA CARNEIRO (colaboradora)

Núcleo Econômico:

(28) DANIEL GOMES DA SILVA (colaborador)
(29) DAVID CLEMENTE MONTEIRO CORREIA

Agentes da organização criminosa envolvidos com a área de educação:

(30) JOSÉ ARTHUR VIANA TEIXEIRA
(31) VLADIMIR DOS SANTOS NEIVA
(32) VALDEMAR ÁBILA
(33) MÁRCIO NOGUEIRA VIGNOLI
(34) HILÁRIO ANANIAS QUEIROZ NOGUEIRA
(35) JARDEL DA SILVA ADERICO

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Com grande baque na base que elegeu o prefeito Divaldo, as oposições começam a esboçar projeto com a união dos filhos da terra em defesa de Itaporanga

As oposições no município de Itaporanga, na região do Vale do Piancó, começam a esboçar a construção de um grande projeto com a união dos filhos da terra visando a defesa dos valores da 'Rainha do Vale', garantia da democracia e da liberdade, tão caras a um povo que se pretenda guerreiro e altivo. 
Em entrevista na manhã desta segunda (13), na rádio Boa Nova FM, nomes como o do ex-vereador e atual vice-prefeito Herculano Pereira, ex-vereador e ex-presidente da câmara Zé Queiroz, do também ex-vereador e ex-presidente da câmara Lula da Farmácia - associa-se ainda ao PSol de Sousa Neto e Ailton Veriato, do atual presidente da câmara vereador Neném de Adailton, do ex-vereador Ricardo Pinto e do ex-candidato a deputado estadual professor Ivo Filho (segundo mais bem votado em 2018, no município), realçaram a condição de defensores desses ideias e se colocaram á disposição para concorrer à disputa municipal. 
A união dos que ali estavam significa grande baque na base que elegeu o atual prefeito Divaldo Dantas, aliado ao deputado Taciano que quer lançar o irmão Júnior Carnaúba, já que contou nas eleições de 2016 com o apoio do atual vice-prefeito Herculano, de Lula da Farmácia, de Ivo Filho e do próprio Neném de Adailton. No mesmo sentido, registra-se um baque à base do ex-prefeito Djaci Brasileiro, as presenças dos ex-vereadores Zé Queiroz e Ricardo Pinto. E com a provável união de mais grupos que também apoiaram ou Divaldo ou Djaci, há uma grande oportunidade para as oposições mostrarem-se coesa numa mega-união dos filhos da terra. O município e o povo é quem ganha com isso.
Isso porque grandes surpresas e novidades estão para acontecer nos próximos dias que definirão esse caminho. Na verdade, trata-se da primeira de uma série de mensagens que as oposições se propõe a passar ao povo de Itaporanga no sentido de que é chegada a hora de se unirem e defenderam o município, como fizeram no passado bravos itaporanguenses de outrora que não mediram esforços para erguer 'lanças' quando o município se viu ameaçado. 
Para o professor Ivo, os nomes são muito fortes e o processo seguirá um projeto democrático em que o povo é que escolherá os candidatos a prefeito e a vice. E não entre quatro paredes, como acontece quando se tem políticos pensando apenas em poder. "Ninguém pode ter na política um projeto individual . É fundamental saber quem e o que o povo quer, por isso, a oposição precisa se unir para seguir forte nas disputas." Acrescenta o professor. Aguardemos os próximos lances...

Faleceu na manhã de hoje em Itaporanga César Nitão, aos 88 anos de idade, uma das grandes personalidades do município...

Faleceu na manhã desta segunda (13) o Sr. Elisário César Nitão (foto), filho da tradicional Família Nitão, família que elegeu o primeiro prefeito de Itaporanga, Brunet Ramalho (Gestão 1921-1929), quando o município se chamava Misericórdia. César Nitão era uma das grandes personalidades históricas do município contava com 88 anos de idade, estava acometido de um CA. Influente, era sempre consultado sobre os grandes acontecimentos e decisões que balizavam o desenvolvimento do município.
Um dos maiores proprietários de terra no município, César Nitão doou durante a gestão do ex-prefeito Audiberg Alves parte do terreno para a construção da ECIT Monsenhor José Sinfrônio, bem como, outra parte para a construção de uma capela no bairro Xique-Xique/João Silvino. Membro de família destemida e guerreira que fez muito pelo desenvolvimento do município de Misericórdia, que depois passou a se chamar Itaporanga. Um tempo em que os filhos de Itaporanga davam a vida (literalmente) para defender sua terra natal.
À exemplo dos heróis naquela má sucedida intensão dos perrepistas (tropas estavam sob o comando do coronel Zé Pereira) de invadir Misericórdia. Intento que não se perpetuou graças às ações destemidas das famílias de Itaporanga, na época, dos homens misericordienses que se alojaram em piquetes em defesa da cidade colocando o bando do coronel Zé Pereira pra correr de volta à Princesa Isabel. Itaporanga foi a única cidade que o coronelismo comandado por Zé Pereira não conseguiu dominar e saquear. Isso é história e as novas gerações precisam saber que um dia as famílias itaporanguenses se uniram pra defender sua terra natal.
Ex-alfaiate, grande agropecuarista, ex-presidente do Campestre Esporte Clube, um dos primeiros a possuir posto de combustível na cidade de Campina Grande, César Nitão era considerado um dos homens mais prósperos do município. Na década de 80, a situação administrativa em Itaporanga estava um caos e ele resolveu pintar na fachada do seu posto de gasolina em Campina Grande (que localizava-se na saída para o Sertão) a frase: "Visite Itaporanga, antes que ela se acabe". O sepultamento acontecerá no cemitério 'Mãe de Misericórdia' em Itaporanga.

Nota - José Brunet Ramalho, foi o primeiro prefeito de Itaporanga, eleito em eleição direta e pelo voto nominal (voto cantado), onde o eleitor dizia aos mesários o nome do seu candidato. 

Livânia revelou que Ricardo rompeu com João devido interrupção da propina de R$ 568 mil reais por mês

No vídeo abaixo, gravado pelo GAECO, a ex-secretária Livânia Farias revela que, após a vitória do governador João Azevedo, foi à Portugal se encontrar com Daniel Gomes e combinar a manutenção da propina mensal de R$ 568 mil reais para Ricardo Coutinho, mesmo não sendo mais o governador e fruto dos contratos da Cruz Vermelha e IPCEP para administrar os Hospitais de Trauma e Metropolitano, respectivamente, em João Pessoa e Santa Rita.
Como João Azevedo decretou a intervenção no Trauma e depois no Metropolitano, Daniel teve que cancelar a “mesada” e Ricardo ficou revoltado e respondeu também com uma intervenção, a do PSB e na sequência veio o rompimento. (com Dércio)

Veja reportagem do Fantástico que detalha esquema de entrega de propinas a Wilson Santiago e prefeito de Uiraúna

Secretária parlamentar do deputado federal Wilson Santiago, Evani Ramalho foi presa por corrupção por ter recebido propina que seria destinada ao chefe. A Polícia Federal gravou o momento em que o empresário George Barbosa se encontra com a secretária e lhe entrega o dinheiro em uma sacola de papel no estacionamento de um supermercado em João Pessoa.
Os novos vídeos da Operação Pés de Barro, deflagrada no dia 21 de dezembro, foram exibidos na noite deste domingo, 12,  no Fantástico. Naquela data, o prefeito de Uiraúna foi preso. Ele também foi gravado recebendo propina. Bosco Fernandes escondeu o dinheiro dentro da roupa. Ele pediu afastamento do mandato por causa da prisão e gerou a convocação do vice, Segundo Santiago, que é sobrinho de Wilson.
Segundo a matéria, do valor da Adutora Capivara ( R$ 24,8 milhões) que está sendo construída em Uiraúna, 5% seriam desviados para o prefeito Bosco Fernandes e outros 10% seriam para Wilson Santiago.
O ministro Celso de Melo, do STF, determinou o afastamento do deputado do cargo. Mas, a Câmara Federal, que está em recesso, precisa votar o pedido. O presidente daquela casa legislativa, Rodrigo Maia, prometeu colocar o assunto em votação no retorno ao trabalho que deve acontecer no dia 3 de fevereiro.


domingo, 12 de janeiro de 2020

Grande expectativa para a palestra 'Rompendo Obstáculos - realizando sonhos' que será ministrada por Jackson Figueiredo dia 23 no Atlântida E. Clube, em Itaporanga.

E se a motivação fosse uma ciência? E se a inspiração viesse de saber juntar as peças certas de um quebra-cabeça?
A motivação tem muitas faces e, sem dúvidas, uma delas tem a ver com autoconhecimento. Talvez ninguém saiba ao certo o motivo, mas uma das coisas que mais envolve e inspira seres humanos são boas histórias.
Poucas coisas são mais motivadores do que ter seu valor reconhecido, seja como pessoa ou como profissional. 
Assistir a uma palestra motivacional é uma ótima forma de obter conteúdo, tanto para absorver dicas práticas como para renovar as energias. Tá curioso? Que tal participar de uma experiência que você irá adorar?
Então, se prepare e marque em sua agenda. Você terá essa oportunidade com a palestra 'Rompendo Obstáculos - realizando sonhos' que será ministrada por Jackson Figueiredo no próximo dia 23, do corrente mês, às 20h no Atlântida Esporte Clube, na cidade de Itaporanga, totalmente gratuita. 
"Quero através das ferramentas do Coaching Motivacional, de técnicas de palestras motivacionais, e lições de vida, ajudar jovens, como eu, a encontrar seu propósito", pontua Jackson.
Uma ótima oportunidade para entendermos qual a força que está por trás de tudo o que fazemos no nosso cotidiano e como podermos mudar hábitos a nosso favor. Quer saber mais? Programe-se, será próximo dia 23, às 20h, no Atlântida Esporte Clube, em Itaporanga.

Leia também: Primeiro coach do Vale do Piancó, policial recorda emocionado os obstáculos que superou na vida; Assista...

PCdoB anuncia que terá candidatura própria à Prefeitura de João Pessoa

 
O Partido Comunista do Brasil (PC do B) terá candidatura própria a prefeito de João Pessoa nas eleições municipais de outubro deste ano. O processo de discussão de uma candidatura majoritária foi iniciado e quatro nomes da legenda já são apontados como pré-candidatos: Simão Almeida (ex-deputado estadual), Marcos Santos, Jonildo Cavalcanti (atual presidente do diretório pessoense) e Gregória Benário (presidente estadual).
As discussões acerca da candidatura própria tiveram início neste sábado (11) durante a realização do seminário ‘Encontro de Pré-Candidatos 2020’, que reuniu militantes do partido no auditório do Hotel JR, no Centro de João Pessoa, quando foram debatidos os temas ‘Pré-Campanha’, ‘Legislação Eleitoral’, ‘Contabilidade’ e ‘Pré-Lançamento do Movimento 65’.
O encontro também reuniu os pré-candidatos a vereador do partido à Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). A direção da agremiação partidária garante que 90% da sua chapa de pré-candidatos a vereador já está completa. “O PCdoB vem forte para disputar as vagas na Câmara Municipal”, afirma o presidente comunista na capital paraibana, Jonildo Cavalcanti.
De acordo com o presidente municipal do PCdoB, há uma orientação da direção nacional da legenda para lançar candidaturas a prefeito e a vereadores em todas as capitais e nas principais cidades brasileiras. “Não é mais como exceção. Agora o partido coloca como regra o lançamento de candidaturas majoritárias nas capitais e nas principais cidades do país”, informa, ele, destacando: “Não estamos lançando oficialmente ainda as pré-candidaturas, mas abrindo o processo de discussão para a possibilidade de lançar uma candidatura majoritária em João Pessoa”.

Governo cria comissão para investigar irregularidades no programa 'Gol de Placa'

O Diário Oficial do Estado deste sábado (11) trouxe a criação de uma comissão para apurar responsabilidade dos clubes de futebol paraibanos com possíveis irregularidades que teriam sido praticadas por eles dentro do programa Gol de Placa. 
A publicação informa que o processo acontece após a conclusão do Procedimento de Investigação Preliminar (PIP), que foi finalizado 06/01/2020 relacionado a execução do programa. Confira a publicação 
Foram nomeados os servidores Lúcio Landim Batista da Costa, procurador do Estado, Carine Jansen Batista Neves Martins, auditora de contas públicas e Pedro Henrique Silva Barros, auditor fiscal para formarem a Comissão  do Processo Administrativo de Responsabilidade.

sábado, 11 de janeiro de 2020

Prefeito Ivanes Lacerda externa preferência por empresa para terceirização da iluminação pública e cria polêmicas com ouvintes

O prefeito interino de Patos, Ivanis Lacerda (foto), durante entrevista concedida a imprensa local quinta-feira (9), externou que a gestão municipal pretende realizar um processo licitatório para contratação de empresa que prestará o serviço de iluminação pública.
Ele alega que a Secretaria de Serviços Públicos possui uma demanda muito abrangente, e que por falta de logística não está conseguindo cumprir com todos os serviços no tocante à iluminação pública.
Portanto, o processo licitatório será aberto em breve e várias empresas devem concorrer. Ivanis também citou que tem preferência pela empresa patoense Eletro Laser, quando disse que seria melhor para a cidade se a referida empresa ganhasse.
Ao mesmo tempo o gestor deixou claro que o processo será transparente e abrirá vaga para várias outras empresas concorrerem. Consequentemente, a empresa vencedora será aquela que oferecer valor mais em conta para o município.
A questão é que nessa sexta, dia 10, ouvintes do programa radiofônico Espinharas Notícias questionaram a fala do prefeito, quando ele diz que mesmo sendo um processo licitatório, tem preferência pessoal pela empresa Eletro Laser.
A participação dos ouvintes e questionamento lançado acabou criando uma polêmica em cima da declaração de Ivanes.

Manga Rosa e Juscelino, cotado para vice, não aparecem em almoço da prefeita Márcia Lucena com a base

Reunida com sua base para um almoço realizado ontem, a prefeita de Conde, Márcia Lucena, se surpreendeu com as ausências dos vereadores Carlos André (Manga Rosa) e Juscelino Corrêa, presidente e vice da Câmara, respectivamente.
Mesmo ambos tendo sido convidados pela prefeita e pelo líder do Governo na Câmara, Aleksandro Pessoa (PSB), nem Manga e nem Juscelino foram ao almoço e deixaram no ar muitas especulações.
Nos bastidores da política da cidade, comenta-se que o presidente da Câmara teria “virado a cabeça” depois do episódio que levou a prefeita a ser presa preventivamente por alguns dias.
Ao provar da cadeira de prefeito, Manga Rosa teria gostado e estaria chateado com a liberdade de Márcia. Para voltar ao cargo, inclusive, estaria articulando um possível pedido de afastamento da prefeita junto com os vereadores da oposição.
Fontes ligadas à prefeita relatam que o dissabor maior na tarde desta sexta foi a ausência de Juscelino, que era altamente cotado para ser o candidato a vice-prefeito na chapa com a qual Márcia nas eleições deste ano e tinha uma relação política e pessoal muito próxima à prefeita.

Ruas de Sousa terão câmeras de seguranças para combater violência através de emenda impositiva do ex-deputado Marcondes Gadelha

Ex- deputado federal Marcondes Gadelha (PSC). Foto: Reprodução
As ruas de Sousa terão monitoramentos de câmeras de longo alcances para auxiliar na segurança dos moradores da cidade sorriso. A emenda impositiva que garantiu esse recurso foi de autoria do ex-deputado federal, Marcondes Gadelha (PSC). Além dos moradores serem beneficiados, as entidades do comércio e indústria, também fizeram sua solicitação em uma audiência pública que foi realizada em 2018.
O valor investido será de R$ 442.537,77. De acordo com extrato que foi publicado no Diário Oficial da União, o Ministério da Justiça entrará com R$ 450.027,18 e a prefeitura de Sousa dará uma contrapartida de R$ 7.489,41. Sendo que a prefeitura não mostrou interesse para aplicar o valor estabelecido, de acordo com o convênio de número 894222/2019. 
Sendo assim, algumas entidades assumiram o dever da prefeitura de Sousa e evitaram que o município perdesse os recursos. Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial e Empresarial de Sousa (ACES), Sindiempresas, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Igrejas Católica e Evangélica, Maçonarias, Polícia Militar afirmaram que estão prontos para combate a onda de violência que assola a cidade sorriso. 

PV decide por candidatura própria em João Pessoa e inicia diálogo com partidos aliados

O Partido Verde deu início, nesta sexta-feira (10), em João Pessoa, ao planejamento para as eleições 2020 na Paraíba. Durante encontro do Diretório Estadual, o PV fez um balanço da atual conjuntura política, anunciou candidatura própria em João Pessoa e informou que vai criar comissões de filiação e para elaboração de programa de governo. A sigla também irá começar a rodada de diálogo com partidos aliados. 
Presidente estadual do PV, o prefeito Luciano Cartaxo afirmou que este é o primeiro passo para o processo eleitoral em 2020. “O partido larga na frente ao avançar com o debate em torno do novo modelo de gestão por resultados que foi implantado em João Pessoa. Como o próprio PV Nacional já havia anunciado, a capital paraibana será prioridade no país, apresentando uma candidatura forte e competitiva para vencer as eleições deste ano”, disse. O gestor disse que o aprofundamento sobre o nome para a disputa será feito em novos encontros, levando em conta o diálogo com partidos que integram a base aliada.
"Passamos 2019 focados na gestão, no dia a dia da cidade e nas ações que têm melhorado a vida da população. João Pessoa é uma cidade que tem conseguido dar passos largos. Quem assumir a prefeitura vai encontrar uma gestão com dinheiro em caixa e diversas obras estruturantes em andamento. É por isso que o PV terá candidato próprio na eleição: porque tem competência e compromisso para dar continuidade aos trabalhos e fazer João Pessoa avançar ainda mais. Por tudo isso, temos convicção e confiança que o PV faz o sucessor na Prefeitura de João Pessoa".
“Estamos fazendo o bom debate, avaliando cenários e traçando o planejamento para as eleições deste ano”, disse o presidente do diretório municipal de João Pessoa, Lucélio Cartaxo. Ele reafirmou que o compromisso é com a apresentação de uma base programática clara, que dê sequência, com novos avanços, ao modelo de gestão implantado na capital nos últimos sete anos. 
Proporcionais – O partido fez uma avaliação das mudanças nas regras eleitorais para o pleito deste ano, que prevê o fim das coligações para as eleições proporcionais. A intenção é formar uma chapa com nomes  competitivos para a Câmara Municipal, ampliando a presença e a participação do PV no debate sobre sustentabilidade e inclusão social.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

CALVÁRIO: Delatores apontam ex-procurador-geral do Estado como “ponte” em negociações entre Ricardo Coutinho e o Poder Judiciário

Resultado de imagem para gilberto carneiro operação calvário
A reportagem da Revista Crusoé publicada nesta sexta-feira (10), que trata sobre a Operação Calvário, destacam a participação do ex-procurador do Estado da Paraíba, Gilberto Carneiro, dentro da suposta organização criminosa investigada por desvios em recursos públicos da saúde e da educação na Paraíba. No texto, ele é citado como “ponte de Ricardo Coutinho com o [Poder] Judiciário”.
A matéria cita uma das várias gravações realizadas pelo empresário Daniel Gomes, ex-líder da Cruz Vermelha Brasileira, que o Ministério Público Federal deixou de fora do acordo por entender que faltavam provas de corroboração, quando “o delator menciona o suposto contato de Carneiro com advogados próximos à desembargadora Marianna Fux, filha do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal. A tentativa de aproximação teria ocorrido porque o governador buscava ajuda no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), onde enfrentava um processo de cassação por abuso de poder político em sua campanha à reeleição, em 2014. Fux era presidente da corte àquela altura”.
Ainda segundo documentos anexados à investigação, o ex-procurador-geral do Estado, “exercia influência sobre diferentes áreas, em “todos os assuntos, inclusive, na escolha de membros do TCE, MP e até do TJPB (Tribunal de Justiça da Paraíba) com o aval do ex-governador Ricardo Coutinho”.
Gilberto Carneiro foi preso na sétima fase da Operação Calvário, denominada Juízo Final, no dia 17 de dezembro.

Em delação, Ivan Burity detalhou que Bradesco e Alpargatas condicionaram doações à campanha de Ricardo em troca de benefícios no Estado

Resultado de imagem para ricardo coutinho revista crusoé
A Revista Crusoé publicou reportagem intitulada “O Cabral Socialista”, nesta sexta-feira (10), em que detalha trechos das investigações da Operação Calvário envolvendo o Governo da Paraíba, na época da gestão do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). Em determinada parte do texto assinado pelo jornalista Fábio Serapião, ele relata trechos da delação premiada do ex-secretário de Turismo, Ivan Burity, em que revela suposta negociação envolvendo o Banco Bradesco e a empresa Alpargatas, que teriam condicionado a doação de campanha à reeleição do socialista, em 2014, em troca de benefícios do Governo do Estado.
“A ordem, diz o delator, era ‘ir pra cima’ e conseguir 3 ou 4 milhões de reais. Deu certo. Burity conta que o Bradesco e a Alpargatas concordaram em dar o dinheiro, oficialmente, mas as doações foram condicionadas a benefícios no governo de Coutinho. Diz ele: ‘Os benefícios do Bradesco estavam relacionados ao processamento e operacionalização dos créditos consignados tomados pelos servidores públicos estatais ao passo que Alpargatas tinha benefícios fiscais’. Teria funcionado.”, diz a matéria da revista Crusoé.
Em trecho da delação reproduzido pela Revista Crusoé, Ivan Burity conta que a doação estreitou a relação do Bradesco com o grupo de Ricardo Coutinho. “Fato relevante: A partir deste evento a relação com Ricardo Coutinho e seu governo se estreitou com o Bradesco de tal forma que não só os consignados foram mantidos, mas também a folha de pagamento do Estado migrou do Banco do Brasil ao Bradesco, tudo intermediado por Livânia, que era secretária de administração”, contou.
A reportagem, chega a comparar o ex-governador, Ricardo Coutinho a Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, intitulando o paraibano como o “Cabral socialista”. “Assim como a Lava Jato, a Operação Calvário, do Ministério Público da Paraíba, batizou sua sétima fase de Juízo Final. Ao prender o ex-governador Ricardo Coutinho, do PSB, às vésperas do Natal, a investigação descortinou o funcionamento de um esquema azeitado de corrupção que, dizem os investigadores, era comandado pelo socialista e tinha tentáculos que alcançavam o Tribunal de Contas do estado, o Judiciário, o Ministério Público e a Assembleia Legislativa”.

MPF investiga desvio de R$ 530 mil da construção de Unidades Básicas de Saúde, em João Pessoa.

saude usf timbo foto Ivomar Gomes Pereira 24 - MPF investiga desvio de R$ 530 mil da construção de Unidades Básicas de Saúde, em João Pessoa
O Ministério Público Federal da Paraíba (MPF-PB) instaurou um inquérito civil para investigar a suposta má utilização de recursos federais repassados pelo Ministério da Saúde, destinados à construção de 17 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), em João Pessoa. De acordo com a denúncia, o valor de R$ 530.875,32 teria sido desviado de verbas federais.
Conforme o documento, uma empresa foi contratada em 2016 com a finalidade de construir 17 UBSs, por meio de procedimento licitatório. Após o início da execução da obra, a Secretaria de Infraestrutura do município (Seinfra) solicitou à Secretaria de Saúde uma alteração no contrato para que engenheiros passassem a acompanhar e fiscalizar a execução dele. A saúde ficou responsável por efetuar os pagamentos, sem acompanhar as obras.
Conforme o MPF, em agosto de 2018, o então secretário da Seinfra encaminhou ofício ao secretário de saúde. No documento, ele afirma que a empresa responsável pelos contratos não cumpriu os objetos acordados e que o relatório de vistoria das obras constatou medições e pagamentos de serviços não executados, no total de R$ 530.875,32.
A SMS de João Pessoa informou que abriu um Processo de Apuração de Responsabilidade para investigar a inexecução contratual das obras executadas pela empresa que foi contratada por meio de concorrência pública.
A investigação foi concluída com a emissão de um relatório final da Comissão Processante da SMS e, em cumprimento à legislação vigente, foi enviado à Controladoria Geral do Município (CGM) para posterior publicação das penalidades a serem aplicadas à empresa.