segunda-feira, 24 de julho de 2017

Tribunal de Justiça decide pelo fechamento de duas lojas da CAOA na Paraíba

Tribunal de Justiça da Paraíba decide que lojas da CAOA devem fechar as portas e assegura a DAISAN o direito de reabrir unidade. Desde 2010 o caso entre as duas concessionárias corre na justiça paraibana. Segundo o TJPB, a CAOA tem um contrato de concessão de veículos através do qual concedeu à DAISAN o direito de comercializar, com exclusividade, veículos da marca Hyundai em João Pessoa.
Em 2010, a CAOA deixou de enviar veículos para a DAISAN, que teve de ingressar com uma ação na justiça para ver declarada a existência do contrato de concessão de veículos da marca Hyundai e proibir que a CAOA é a concessionária exclusiva da marca para a região. O julgamento em uma das turmas da Tribunal de Justiça teve três votos a favor da Daisan e um contra. Os advogados da Daisan são Delosmar Mendonça e Rodrigo Toscano.
Já quem atuou em defesa da Caoa foi Rogerio Varela. A sentença deve ser cumprida nos próximos dias conforme a decisão do TJ devendo a Caoa recorrer já com as agencias fechadas. Finalmente uma decisão no último mês obriga a CAOA a fechar as duas unidades em João Pessoa: uma em Intermares e outra na Epitácio Pessoa. (com Polêmica PB)

Prefeita Jordhanna e deputado Genival Matias entregam comendam ao empresário João Claudino no encerramento de cavalgada em Joca Claudino

Aconteceu neste domingo (23) a IV Cavalgada Tropeiros do Sertão, realizada no município de Joca Claudino - localizado já na divisa com o estado do Ceará distante 487 km de João Pessoa. Evento que se consolida como uma tradição na região, promovido dentro da programação de emancipação política do município que este ano comemora seu 23º Aniversário.
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, céu, atividades ao ar livre e natureza A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé 
A imagem pode conter: 2 pessoas, atividades ao ar livre e natureza A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas andando a cavalo, céu, atividades ao ar livre e natureza
Centenas de cavaleiros, amazonas, vaqueiros e tropeiros de toda a região compareceram a cavalgada. O evento é mais um dos incentivos promovidos pela Prefeitura de Joca Claudino para fortalecer as práticas de turismo religiosos e valorização da cultura popular nordestina. A prefeita Jordhanna Lopes, seu pai o ex-prefeito Luis Vitorino, a ex-prefeita Lucrécia Adriano, além de vereadores e lideranças locais, recepcionaram o deputado estadual Genival Matias (Avante) e juntamente com a equipe de secretários, vereadores e demais convidados acompanharam os participantes durante o percurso, que andou por vários distritos e comunidades rurais. 
O homenageado nesta edição foi o senhor Joca Claudino, cujo município leva o seu nome, que vem a ser pai do mega-empresário João Claudino. Que fez questão de participar do evento, vindo do Piauí onde reside. Ele desembarcou em Cajazeiras, no início da tarde, e se dirigiu ao município em seguida. O término da cavalgada aconteceu na fazenda Catingueira, de propriedade de João Claudino, de 86 anos de idade, dono de um dos maiores conglomerados de todo o Nordeste. O empreendimento engloba o Armazém Paraíba, a Construtora Sucesso, Shopping no Piauí e Maranhão, etc. 
João Claudino, juntamente com a prefeita Jordhanna e o deputado Genival descerraram uma placa alusiva ao evento na frente da casa onde ele conviveu toda sua infância, junto com seus pais. Inclusive, o município chamava-se Santarém e foi mudado para Joca Claudino recentemente.
A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, óculos de sol e atividades ao ar livre A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo
"Desde já, agradeço imensamente ao convite e apoio da prefeita Jordhanna Lopes, que nos recepcionou com muita atenção, ao lado do seu grupo político, vereadores, secretários municipais e da população em geral. Para mim será uma grande honra reforçar a representação do município na Assembleia Legislativa. Na oportunidade, tive a honra de conhecer o empresário João Claudino, que esteve presente no evento pois a cidade leva o nome do seu pai", disse Genival Matias.
Em sua fala, a prefeita disse que era orgulho para o município a história de sucesso da Família Claudino e enfatizou a parceria importante que o município faz com o deputado Genival Matias. "Homem de ação e resultados. O que todo município precisa e com Genival, Joca Claudino tem a certeza de ser contempladas com várias ações para o seu desenvolvimento", pontuou a prefeita.
O empresário João Claudino, no uso da palavra, agradeceu as homenagens em memória de seu pai. Felicitou a presença do deputado Genival Matias e disse estar muito feliz por ver nele um homem capacitado para ajudar no desenvolvimento do município. Pontuou, ainda, várias passagens que teve pelo município quando na infância, especialmente, estando na casa onde passou boa parte de sua vida.
A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, céu, óculos de sol e atividades ao ar livre
A imagem pode conter: 1 pessoa, multidão, atividades ao ar livre e natureza A imagem pode conter: céu, nuvem, árvore, atividades ao ar livre e natureza
Prestigiaram, ainda, o evento o ex-senador Wilson Santiago (PTB); a prefeita de Poço José de Moura, Aurileide Egidio (DEM) já por vários mandatos; o prefeito de Bernardino Batista, Gervázio Gomes (PSB) também por vários mandatos; Welton, vereadores e demais lideranças de toda a região. 

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Meirelles dorme enquanto Temer fala durante reunião do Mercosul, na Argentina.

Resultado de imagem para meirelles dorme enquanto temer fala
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, dormiu nesta sexta-feira (21) durante parte do discurso do presidente Michel Temer na 50ª Cúpula do Mercosul, em Mendoza, na Argentina. Sentado ao lado do presidente, à esquerda, o ministro cochilou várias vezes enquanto Temer falava. Em alguns momentos, o sono fazia Meirelles pender a cabeça. Em outros, o ministro bocejava e levava uma xícara à boca.
Temer viajou no fim da tarde desta quinta-feira (20) para a cidade argentina, que recebe o encontro dos chefes de Estado do bloco sul-americano, formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. No discurso feito na reunião do bloco, Temer defendeu o resgate e o fortalecimento do Mercosul e afirmou que acompanha com “grande preocupação” a situação da Venezuela. 

Ponto de Cem Réis é tomado por manifestantes que pedem 'Diretas Já'

O Ponto de Cem Réis, centro da capital, foi tomado, na tarde desta sexta-feira (21), por manifestantes de toda a Paraíba, em manifestação por 'Diretas Já'. A manifestação é organizada pela Frente Ampla Diretas Já, e conta com a participação de movimentos sociais, sindicatos e partidos de esquerda.
Participam do evento também o governador do Estado, Ricardo Coutinho (PSB), assim como deputados paraibanos, e líderes nacionais, como a presidente do PT, Gleisi Hoffmann e o senador Roberto Requião.

Em Pombal, Luciano Cartaxo é recebido por lideranças do PMDB, PSDB e Podemos

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, participa hoje dos festejos de 245 anos de emancipação do município de Pombal. No final da manhã, Luciano foi recebido pelo prefeito Verissinho em sua residência, ao lado do deputado federal Hugo Motta (PMDB), do deputado estadual Janduhy Carneiro (Podemos); do presidente estadual do PSDB, ex-deputado Ruy Carneiro; do tesoureiro do PMDB, Antônio de Sousa, do vice-prefeito Manoel Júnior e diversas outras lideranças locais e regionais.
Depois, o prefeito Luciano Cartaxo concedeu entrevistas às rádios Maringá e Liberdade, apresentando experiências de sua gestão na Capital e discutindo temos de interesse da Paraíba. Nas entrevistas, Luciano falou sobre a rede de UPAS que implantou, do programa Gerente Saúde, que visa melhorar a atendimento nas Unidades de Saúde da Família; da rede de creches, que atende mais de 12 mil crianças; das escolas em tempo integral, que beneficia mais de 18 mil alunos; do programa de Habitação, que já entregou quase seis mil moradias e das ações de gestão para enfrentar a crise.
Durante as entrevistas, o prefeito Luciano Cartaxo voltou a criticar o governo do Estado pela decisão de terceirizar serviços nas escolas da rede estadual. "A terceirização é um atestado assinado pelo governador do fracasso da política educacional do governo e a prova da incapacidade de resolver os problemas da Educação", reafirmou. Respondendo diversas perguntas, Cartaxo disse que, como político e cidadão, quer participar do debate sobre o futuro da Paraíba, defendendo um projeto de desenvolvimento mais humano e mais focado na melhoria da vida das pessoas. (com Ascom)

Palácio do Planalto emprega 10 vezes mais que a Casa Branca; Temer dispõe de 3,8 mil assessores, enquanto Trump tem só 377 pessoas para ajudá-lo a administrar o maior orçamento do planeta

A Presidência da República tem mais de 3,8 mil assessores, sem contar órgãos vinculados, segundo o Siape, o sistema oficial de gestão dos recursos humanos. Residência e local de trabalho do presidente americano, a Casa Branca dispõe de um contingente de pessoal dez vezes menor: são apenas 377 pessoas para ajudar Donald Trump a administrar o maior orçamento do planeta, de US$4,4 trilhões (R$13,9 trilhões). O orçamento do Brasil é quatro vezes menor: R$3,5 trilhões. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Trump tem 83 assessores a menos que os 460 de Barack Obama. Só essa redução faz a Casa Branca economizar US$5,1 milhões ao ano. O presidente dos EUA mora e trabalha no mesmo local. No Brasil, tem dois palácios, Planalto e Alvorada, além da espaçosa Granja do Torto. Não estão incluídos, entre os 3,8 mil servidores do Planalto, aqueles de órgãos como Vice-Presidência, secretarias, Abin, agências, AGU etc. Os EUA, com 120 milhões de habitantes a mais que o Brasil, têm 78 deputados federais a menos. E 19 senadores a mais que os nossos 81. Vale lembrar, ainda, que no Estados Unidos não há a figura de presidente do Senado, o cargo é ocupado pelo vice-presidente da República durante votações.

Veneziano lembra vínculo com Brizola e reafirma voto para processo de Temer

Resultado de imagem para veneziano voto contra temer
O deputado federal Veneziano Vital do Rego reafirmou ontem (20) que já mensurou as consequências de votar pela abertura de processo contra o presidente Michel Temer, mas decidiu manter a mesma posição, mesmo que sofra retaliações.
Veneziano lembrou na entrevista que vive o momento de reflexão e posicionamento a partir de dados ideológicos que carrega desde quando do Brizolismo. - Minha atuação política sempre se deu no campo de centro-esquerda , por isso devo afirmar que somente não estou mais no PDT porque à época houve cooptação do partido para tentar impede minha candidatura a prefeito razão pela qual precisei deixar a legenda - explicou.
Ele explicou que não raciocina por ter algo pessoal contra o presidente, o que disse inexistir nesse campo, mas acha que ele terá a oportunidade de se defender no processo.

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Wilson Filho participa de audiências em cinco ministérios em busca de recursos para municípios

O deputado federal e coordenador da bancada paraibana na Câmara dos Deputados, Wilson Filho (PTB), participou de audiências em cinco ministérios, além de reuniões com representantes da Secretaria da Saúde Indígena, da Funasa e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O parlamentar foi em busca de recursos para obras nas áreas de recursos hídricos, saúde e infraestrutura. No Ministério da Integração o deputado solicitou ao ministro Helder Barbalho a liberação de recursos para adutora de São José de Piranhas no valor de R$ 7 milhões e também recursos para abertura do serviço oncológico no município de Patos.
 
No Ministério do Trabalho o deputado Wilson Filho solicitou ao ministro Ronaldo Nogueira recursos para qualificar 15 mil jovens na Paraíba para o primeiro emprego. Logo após, no Ministério das Cidades, o parlamentar fez o pedido para liberação de recursos para pavimentar ruas em 16 municípios. Com o ministro Dyogo Oliveira, do Planejamento o deputado paraibano solicitou a liberação de recursos no valor de R$ 30 milhões para construção de uma adutora que abastecerá o Açude de Capivara e Lagoa do Arroz e, com isso, beneficiar cera de 200 mil habitantes.
Wilson Filho também acompanhou indígenas paraibanos na busca de mais profissionais de saúde para atender a população no município de Baia da Traição, Rio Tinto e Marcação. “Estivemos na luta por esse pleito importantíssimo ao lado do Cacique Geral Sandro, Cacique Cal, Josafá e outros representantes indígenas”, disse o deputado. O deputado também esteve na Funasa solicitando, do presidente Rodrigo Sergio Dias, recursos para continuidade de seis obras de abastecimento d’água na Paraíba em várias regiões, em parceria com Governo do Estado. Já no FNDE, pediu ao presidente Silvio de Sousa Pinheiro a liberação de recursos para continuidade das Escolas Técnicas. (com Ascom)

Manoel Ludgério mostra força e continua ‘primeiro ministro’ da gestão de Romero

Na queda de braço com o deputado Tovar (PSDB), o campeão de votos nas últimas eleições para deputado estadual Manoel Ludgério (PSD) mostrou força e, mesmo com o tucano querendo sua vaga, demonstrou prestígio junto ao prefeito Romero Rodrigues (PSDB), permanecendo na Chefia de Gabinete. Tovar acabou sendo nomeado para a Secretaria de Ciência e Tecnologia, para dar lugar a vereadora pessoense Eliza Virginia (PSDB) na Assembleia.
O parlamentar licenciado continua chefe de gabinete na gestão da Rainha da Borborema, com poderes de “primeiro ministro. Silencioso, ‘Mané’ teria até mesmo alertado Romero: “Não descubra um santo para cobrir outro!” O deputado licenciado é esposo da presidente da Câmara de Campina Grande (CMCG) Ivonete Ludgério (PSD), que também caiu nas graças do prefeito Romero.

Ex-deputado Jacó Maciel, aliado de Romero, é ‘paparicado’ por Cartaxo, durante um casamento mas sem muita sintonia política

O prefeito Luciano Cartaxo (PSD) até que tentou. Paparicou pra cá, paparicou pra lá, mas não conseguiu puxar para si o apoio do ex-deputado e ex-prefeito de Queimadas, Jacó Maciel, que é aliado fechado do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB). A foto ao lado, que apesar de embaçada, mostra com nitidez o clima de pouca sintonia política entre a dupla, durante um casamento do assessor do deputado Rômulo Gouveia (PSD), de nome Walfrido, com a jovem Lorena, ocorrido no último sábado (15).
Jacó é também ex-prefeito de Queimadas, uma importante base da Rainha da Borborema. Lá o atual prefeito, Carlinhos de Tião, irmão do deputado Doda de Tião (PTB), é fechado com o grupo de Ricardo Coutinho (PSB), restando para oposição apenas as bases de Jacó Maciel, que também já têm um dono chamado Romero. Nas últimas eleições Jacó votou em Manoel Ludgério (PSD) para deputado estadual, ajudando o parlamentar a ser o campeão de votos.
Segundo a fonte que fez o registro da conversa, Cartaxo ficou o tempo inteiro colado em Jacó, puxando assunto, tentando persuadir Jacó para sua base política. Todavia, deu para perceber, que os ‘galanteios’ de Cartaxo não foram bem correspondidos por Jacó. Pejo jeito, se Cartaxo quiser um dia entrar em Queimadas terá que ‘beijar’ a mão de alguém.
Além de Cartaxo, vários políticos também marcaram presença na cerimônia. Entre as figuras políticas notadas, estavam Cícero Lucena e a esposa Lauremília Lucena, o deputado Damião Feliciano e a vice governadora Lígia Feliciano, os deputados Bruno Cunha Lima e Trócolli Júnior, o advogado Gilvan Freire entre tantos outros. (com Blog do Ninja)

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Em Patos, ex-suplente de deputado federal Vieirinha deixa o PSDB e se filia ao PSB

O empresário e ex-suplente de deputado federal José Vieira Filho assinou sua filiação ao Partido Socialista Brasileiro, na manhã desta quarta-feira (19), no escritório do advogado José Lacerda, ex-candidato a vice-prefeito de Patos e membro da Executiva Estadual do PSB na Paraíba.
Vieirinha, como é mais conhecido como Vieirinha na região de Patos, deixa a legenda comandada na Paraíba pelo ex-deputado Ruy Carneiro e passa a fazer parte dos quadros do PSB no Estado, visando disputar uma vaga na Câmara dos Deputados em 2018, como garantiu o presidente da legenda socialista, Edvaldo Rosas.

Resposta

O ingresso de Vieirinha ao PSB é uma resposta a filiação da secretária de Políticas Públicas para Mulheres de Patos, Samira Medeiros, ao PMN, partido que faz oposição ao govenador Ricardo Coutinho (PSB) e que recentemente passou a ser presidido pelo secretário de Articulação Política da Prefeitura de João Pessoa, Zennedy Bezerra. Samira presidia a Comissão de Ética da legenda socialista de Patos.

Encontros regionais

O PSB iniciou por Cajazeiras, no último dia 8, uma série de encontros regionais com o objetivo de organizar o partido para a disputa eleitoral do próximo ano. O próximo evento deverá ocorrer na semana que vem na cidade de Patos. De acordo com a direção estadual do PSB, o partido está se organizando para lançar um chapa competitiva na disputa pela Câmara dos Deputados em 2018, e até agora já definiu nomes como os do deputado Gervásio Maia, atual presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba; Denise Oliveira, ex-prefeita de Cajazeiras; e do presidente Edvaldo Rosas.

Nomeação de novo juiz eleitoral no TRE-PB indica influência do senador Maranhão com Temer

Resultado de imagem para senador zé maranhão e temer
A indicação do novo juiz eleitoral titular do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) tem DNA do senador José Maranhão (PMDB), pela influência com Michel Temer. O presidente nomeou para o cargo o advogado Paulo Wanderley Câmara Teixeira, que vai cuidar da eleição de 2018. 
O aspecto mais importante não está no Diário Oficial, mas pelo significado silencioso existente. É que tudo passa pela relação do novo juiz com a cidade Araruna, onde pontifica o senador Maranhão e o desembargador Leôncio Teixeira, pai do advogado nomeado.
Em síntese, a nomeação tem a ver com a influência do senador com Temer. O futuro começa a ser elaborado já. (com Walter Santos)

PF cumpre mandados expedidos pela justiça de Itaporanga contra suspeito de ser maiores assaltantes de bancos do Nordeste; Plantação de 21 mil pés de maconha encontrados pela PF em Diamante, seria do grupo...

Resultado de imagem para polícia federal de patos
A Polícia Federal, em Patos, cumpre nesta quarta-feira (19) três mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juiz da 2ª Vara de Itaporanga. A Operação Maniçoba tem objetivo de reprimir o tráfico de drogas no sertão nordestino. Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de São José do Belmonte-PE.
A prisão do principal alvo da operação se deu ontem à noite na cidade de Petrolina-PE. Edilzo Vicente da Silva ( Edilzo Pernambucano) como é conhecido no submundo do crime, é suspeito de ser dos maiores assaltantes a banco do Nordeste. Pernambucano., que atua  nos Estados de Pernambuco, Piauí, Maranhão, Bahia, Ceará e Paraíba, é suspeito de ser um dos proprietários de uma plantação de maconha encontrada pela PF, em maio passado, na cidade de Diamante-PB, com cerca de 21 mil pés da plantas.
De acordo com a PF, Edilzo é o estrategista e planejador de ações para diversas organizações criminosas, com apoio intelectual/logístico e, possivelmente, com aluguel de armas e demais materiais. 

Dinaldinho foi escolhido pelo Conselho Federal de Administração como o terceiro melhor prefeito da Paraíba

Dinaldinho foi escolhido pelo Conselho Federal de Administração como o terceiro melhor prefeito da Paraíba
Nesta segunda-feira, 17/07, o prefeito de Patos Dinaldinho (PSDB) recebeu uma Carta Convite do Conselho Regional de Administração em que é convidado para receber o prêmio destaque de município que ficou entre os dez melhores do Estado da Paraíba na avaliação do Índice de Governança Municipal elaborado pelo Conselho Federal de Administração. A administração de Patos ficou em terceiro lugar e a solenidade de entrega da premiação ocorrerá dentro da programação do II Fórum Paraibano de Gestão que será realizado em Campina Grande nos dias 27 e 28 de julho, no auditório da FIEP. 
O Conselho Regional de Administração classificou os dez melhores municípios paraibanos na Avaliação do Índice de Governança Municipal, tendo o município de Patos ficado em terceiro lugar, logo após João Pessoa e Cabedelo e acima do município de Campina Grande que ficou em sexto lugar. 
A classificação é feita através da apuração do Índice CFA de Governança Municipal que avalia a capacidade administrativa de cada gestão municipal a partir de três dimensões: Gastos e Finanças Públicas; Qualidade de Gestão; e Desempenho. Com base em dados oficiais levantados pelo Conselho Federal de Administração, através do Conselho Regional de Administração, é feita uma classificação a nível estadual das administrações com maior capacidade.
O prefeito Dinaldinho Wanderley comentou que "é gratificante quando o trabalho começa a aparecer e nossos esforços vão continuar. Nós estamos apenas no início do nosso mandato e, se Deus permitir, nós temos projetos para fazermos uma das melhores gestões que Patos já viu". (com Ascom)

terça-feira, 18 de julho de 2017

Secretário Luis Tôrres confirma encontros de Ricardo e Maranhão para discutirem aliança em 2018

img_3261
O secretário de Comunicação do Estado, Luis Tôrres, revelou, nesta terça-feira (18), que o PSB e o PMDB têm buscado diálogo para uma possível união nas eleições estaduais de 2018.
Indagado sobre a veracidade das especulações em torno de encontros do PMDB, do senador José Maranhão, com o PSB, do governador Ricardo Coutinho, Luis Tôrres revelou que “é verdade sim". "Mais do que ser verdade, há um processo de formalidade nesse debate. Para alguns poucos o mal é a grande torcida, para outra parte não, inclusive dentro do PMDB, que compreende a importância de um projeto como esse para a Paraíba", completou.
Tôrres citou que o senador Raimundo Lira (PMDB) tem dialogado com o governador, pois tem uma visão diferenciada e aceita a relevância desse projeto. "O deputado Veneziano também faz debates internos em favor desse processo", disse. Sobre a questão de acomodar o PMDB na majoritária, Tôrres disse que não vê nenhum trabalho de veto nesse sentido.
“Se o PMDB olhar para o que está se construindo, verá que vai procurar espaço em outros lugares e não vai encontrar. Essa predisposição é do ponto de vista institucional, mas há ainda uma disposição com esse debate sobre a Paraíba e poderá sim, sem impedimento algum, configurar para uma aliança em 2018", declarou.
Sobre a declaração do ex-presidente Luiz Ináco Lula da Silva (PT) defendendo que Ricardo Coutinho dispute uma vaga no Senado, o secretário ressaltou que, “são solicitações e pedido vindos de parte da política". "Mas preciso revelar que o Lula fez essa recomendação diretamente ao governador da Paraíba, pela visão e compreensão que o próprio Lula externou da importância de ter uma figura como Ricardo Coutinho no cenário político nacional", disse. (com wscom)

Governo fará nova concessão de aeroportos; quem arrematar o de Recife leva junto os de Campina Grande, João Pessoa, Maceió, Aracaju e Juazeiro do Norte.

O governo federal vai leiloar dois blocos de aeroportos na nova rodada de concessão do setor, informou no final de semana o jornal O Globo. Seriam os de Recife (Guararapes) e o de Cuiabá (em Mato Grosso). 
Pela modalidade que está sendo concebida, quem arrematar Recife levará também os aeroportos de João Pessoa, Campina Grande, Maceió (Alagoas), Aracaju (Sergipe) e Juazeiro do Norte (Ceará). O jornal noticia que está sendo decidido que a Infraero repassará para a Aeronáutica o serviço de controle de tráfego aéreo (torres de controle e 1.900 funcionários).
A Infraero tem 10.800 funcionários e administra 56 aeroportos em todo o país. Nos últimos três anos, a empresa estatal registrou prejuízo acumulado de R$ 7,6 bilhões. 

Lula avisa Ricardo que percorrerá sertão nordestino por mais de 20 dias de ônibus

A cúpula do PT prevê que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicie sua caravana pelo Nordeste no dia 16 de agosto. O petista percorrerá a região em um ônibus e ficará mais de 20 dias na estrada. Viagem deve começar em Salvador e seguir para Sergipe. Lula percorrerá poucas capitais. Dará mais atenção a cidades do sertão. A caravana marcará a estreia de sua agenda como pré-candidato ao Planalto e será seu primeiro grande ato após a condenação pelo juiz Sergio Moro.
O desenho da caravana ainda está em estágio preliminar, para seleção das cidades e estudo de custo. Dirigentes do PT, integrantes do Instituto Lula e líderes políticos da região alinhados ao petista estão em contato permanente. Lula já falou com os governadores Ricardo Coutinho, da Paraíba, Jackson Barreto, de Sergipe, e Camilo Santana, do Ceará. O ex-presidente Lula segue líder absoluto em todas as pesquisas de intenção de voto para o pleito de 2018.
As informações são da coluna Painel da Folha de S.Paulo.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Contratação de Organizações Sociais na Educação vai regularizar prestadores de serviço, diz Ricardo Coutinho.

Resultado de imagem para ricardo coutinho fala paraiba
O governador Ricardo Coutinho (PSB) rebateu, nesta segunda-feira (17), a acusação de opositores de que o Governo do Estado pretende a privatização na Educação, e disse que seu objetivo é qualificar a educação, por meio da contratação de uma Organização Social, para regularizar os prestadores de serviço da área de apoio e para atuar na manutenção predial das escolas. As declarações foram dadas no Programa Fala Governador, da rádio Tabajara.
Ricardo explicou o que é o fomento ao serviço de apoio à educação proposto pelo Governo, com ações positivas no nível de apoio à Educação, objetivando resolver o problema dos prestadores de serviço, herdado dos governos anteriores, há cerca de 30 anos, e que ainda atualmente não têm seus direitos garantidos, a exemplo da carteira assinada. “Não tem nada a ver com direção de escola, não tem nada a ver com professores, que é a atividade fim”, garantiu Ricardo.
Ricardo criticou o nível da oposição, que atua por meio de mentiras, e afirmou que o próprio Tribunal de Contas do Estado da Paraíba aponta ilegalidades na situação dos prestadores de serviço. “Esse pessoal parece que confirma na prática que não tem o que dizer do Governo, não tem nada que possa dizer que seja verdadeiro e que possa atingir o Governo”, disse Ricardo. “Eu, quanto assumi o Governo do Estado, eu tinha 36 mil pessoas nessa situação, foi essa a herança que eu herdei”.
Segundo o governador, não é salutar realizar concurso para a atividade de apoio, porque não é a atividade fim da educação, e porque a grande maioria que está trabalhando hoje perderia espaço se fosse realizado concurso público. “Eu quero dar o direito aos trabalhadores de apoio da educação, contratados hoje como prestadores de serviço, que são ilegais, de se regularizar, de ter uma carteira de trabalho, de ter seus direitos garantidos”, disse Ricardo, afirmando que a Organização Social não gera nem aufere lucros.

Ruy não garante apoio a Cartaxo e diz que definição somente no próximo ano...

Resultado de imagem para ruy carneiro na arapuan
O ex-deputado e presidente estadual do PSDB na Paraíba, Ruy Carneiro, não garantiu apoio do partido a pré-candidatura do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), a governador, nas eleições estaduais de 2018, durante entrevista ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM.
Ruy disse que dentro da aliança PSD, PSDB e PMDB nunca foi tratada a definição do nome de Cartaxo como cabeça da chapa majoritária da oposição. Para ele, é legitimo o movimento que o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), e o senador José Maranhão (PMDB), fazem para também viabilizarem seus nomes para o Governo do Estado.
Apesar da declaração, o presidente disse que não é favorável a uma definição do PSDB em prol de uma candidatura Romero a revelia da aliança. “Não sou a favor que o PSDB lance um candidato a revelia da aliança. Estrategicamente ter um candidato definido não é interessante. Ao definir um nome, os adversários começam a ter um foco”, afirmou.
Ruy defende que o nome da oposição deve ser definido no ano da eleição, com base em pesquisas. Ele também acredita na manutenção da aliança. “A aliança está mantida, não tenho dúvidas que ela vai dar certo. Seria pouco inteligente quebrar essa aliança. Está dando frutos em João Pessoa e poderá dar no Estado”, declarou.

Podemos expulsa Berg Lima: "Não tinha outro caminho", disse Janduhy Carneiro...

A Executiva Estadual do Podemos, expulsou dos quadros do partido,na tarde desta segunda-feira (17), o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima. A decisão foi tomada por unanimidade.
O presidente estadual do Podemos, Janduhy Carneiro, disse ao Blog do Anderson Soares, que a sigla cumpriu com o seu papel. Segundo o presidente, o caso agora será remetido ao Conselho de Ética do Podemos, em nível nacional.
“A executiva fez sua parte. Como Berg era presidente do Podemos em Bayeux, a Direção Nacional chamou para si o caso. Estamos encaminhando a decisão e o Conselho de Ética da Executiva Nacional vai se pronunciar sobre a expulsão. Temos a linha da decência e da ética na política”, disse Janduhy.

Por unanimidade, vereadores aceitam pedido de cassação e vão investigar Berg

A Câmara Municipal de Bayeux aceitou, na tarde desta segunda-feira (17), o pedido de cassação do prefeito afastado, Berg Lima (Podemos), apresentado pelo vereador Adriano Martins (PMDB), na última sexta-feira (14).
Por unanimidade, os 16 vereadores votaram pelo prosseguimento do pedido de cassação. O presidente só teria direito a voto em caso de empate. Foi formada a Comissão Processante para investigar as denúncias contra o prefeito afastado.
Foram indicados os vereadores Netinho Figueiredo, Lico e Rony Alencar. Eles terão o prazo máximo de 90 dias para dar o parecer sobre as denúncias. Caso o parecer seja favorável, o plenário decidirá o futuro do gestor.

Capitão Kléber declara apoio a Ivo Filho na disputar por mandato de deputado

O professor Ivo Filho (PPS), em contato mantido com o blog, mostra-se feliz por ter seu projeto de disputar um mandato de deputado estadual, nas eleições do ano que vem, bem aceito por onde tem andado. As declarações de apoios surgem a cada instante em que ele demostra a necessidade da região do Vale do Piancó ter um representante verdadeiramente compromissado com suas lutas.
Neste fim de semana, o professor recebeu o importante apoio do capitão da Polícia Militar Kleber Vieira, natural da cidade de Diamante, que vê em Ivo qualidades importantes para representar os valepiancoenses. O professor tem uma base bem formada também na Região Metropolitana de João Pessoa que enobrece ainda mais esse projeto político-educacional.
"Creio que o povo precisa de uma chance para voltar a acreditar na política", disse o professor. Para o capitão Kléber, "esse é o momento da mudança, da transparência e da credibilidade". Ivo Filho já conta com apoio de mais de 400 professores e milhares de alunos ao seu projeto. 

Aliados querem Leonardo Gadelha fora da disputa eleitoral em 2018

A situação do ex-deputado Leonardo Gadelha (PSC), atual presidente do INSS, não é das melhores para 2018. Atrelado a imagem do presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo, de quem foi candidato a vice-presidente em 2014, o sousense radicado em Brasília está temerário em relação aos milhares de cortes de auxílio doença que foi obrigado a executar na autarquia federal.
Para piorar, Leonardo Gadelha está sendo cobrado pelos aliados a aparecer na Paraíba e ao mesmo tempo pressionado pela família a desistir da disputa eleitoral de 2018 para resolver o conflito entre o tio Renato Gadelha (PSC) e o primo André Gadelha (PMDB), fazendo com que um dos dois assuma a candidatura a deputado federal.
“É um intelectual, fala vários idiomas, mas há muito tempo não pisa na cidade de Sousa, seu berço político. Tem sido fraco de palavra e desatencioso com os amigos. Ninguém aqui acredita mais em candidatura de Leonardo Gadelha”, informou uma conceituada fonte do Blog do Ninja no Sertão paraibano. Com a desistência de Leonardo, estaria selada a paz na família Gadelha para 2018.

Wilson Santiago nega conversas com Cartaxo e ratifica apoio do PTB a Ricardo

Resultado de imagem para wilson santiago
O ex-senador e presidente estadual do PTB na Paraíba, Wilson Santiago, negou, neste final de semana, que o seu partido esteja dialogando com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), com vistas às eleições estaduais de 2018, e ratificou que pretende continuar aliado ao governador Ricardo Coutinho (PSB) para ajudar a formar a chapa majoritária de 2018. Santiago (PTB) também elogiou o secretário de Recursos Hídricos e Infraestrutura, João Azevedo, colocando-o como favorito para ser o candidato do grupo.
“João é um técnico exemplar. Ele conhece a administração pública desde a prefeitura de João Pessoa, e agora muito mais no Estado; conhece todos os projetos, coordenou todas essas ações que hoje são elogiáveis pela Paraíba a fora. Quando se fala em governo de continuidade, ninguém mais representa a continuidade do que o secretário João Azevedo”, disse o ex-senador.O ex-senador também ratificou o desejo do PTB de compor a chapa majoritária da situação, segundo ele, com a intenção de fortalecê-la. "No momento exato iremos sentar para discutir nesse sentido”, afirmou.
Até lá, segundo ele, o PTB vai buscar se fortalecer em todo o Estado para lançar um maior número de candidaturas proporcionais. “Se as pessoas de bem não participarem da política, as pessoas do mal vão tomar conta do patrimônio nacional, e não é isso que nós queremos. Vamos trabalhar nessa linha e com certeza, num futuro próximo, teremos um resultado positivo no que se refere à eleição da chapa majoritária na Paraíba, a eleição da chapa proporcional de deputados federal e estadual, e com isso continuarmos ajudando nosso Sertão”, declarou. 

domingo, 16 de julho de 2017

Secretário de Segurança Cláudio Lima conduz filho à Polícia Civil após jovem furar bloqueio da Polícia Militar

Resultado de imagem para secretário cláudio lima
O filho do Secretário de Segurança da Paraíba, Cláudio Lima, foi apresentado pelo pai na Central de Polícia, na madrugada desse domingo, 16, após furar um bloqueio policial, na Orla da Capital. De acordo com informações repassadas pela Central de Polícia, os policiais que faziam rondas pela orla, perceberam um veículo com faróis apagados e resolveram fazer a abordagem, mas, o condutor não obedeceu à ordem de parada, dando início uma perseguição, até o prédio onde mora o jovem, que deixou o carro no meio da rua e entrou no prédio.
Os policiais ficaram ao redor do veículo para identificar o proprietário, pouco tempo depois, Cláudio Lima chegou e informou que o carro seria de seu filho. Logo que tomou conhecimento do ocorrido, retornou para o apartamento, pegou o filho Claudio Felipe de Sousa Lima, 22 anos, levando-o até a Central de Polícia para apresentar ao delegado de plantão. O jovem foi apresentado ao delegado Marcelo Bion, sendo liberado após o pagamento de fiança e ser submetido ao teste do bafômetro, que não acusou o uso de bebida alcoólica.
O Secretário de Segurança e Defesa Social do estado, Cláudio Lima, disse que o filho já é maior de idade, sabe o que faz e responde pelos seus atos. “Foram tomadas as providências que deveriam ter sido, a PM agiu correto, dentro da lei, embora meu filho já estivesse em casa, mas eu acho que se fez besteira, tinha que responder”, disse Cláudio Lima. (com wscom)

Presidente do Podemos (PTN) revela entendimentos e Veneziano deve assumir o partido na Paraíba

Resultado de imagem para podemos renata abreu
O Podemos (antigo PTN) começar a acelerar a operação para receber o deputado Veneziano. Há poucos dias, durante reunião da Executiva Nacional, a deputada Renata Abreu (SP), presidente do partido, confirmou que Veneziano se comprometeu a assumir o Podemos na Paraíba. Atualmente, a legenda é presidida pelo deputado estadual, Janduhy Carneiro.
Segundo a deputada (foto), o ingresso de Veneziano dará mais musculatura ao Podemos para aumentar o Fundo Partidário, além de conferir maior poder de fogo na ocupação de espaços na Câmara Federal. O deputado Veneziano não tem comentado sobre o assunto, entretanto sua mais recente posição favorável admissibilidade do processo contra o presidente Temer pode ser o indicador da mudança.
Nas últimas semanas, vários assessores de Veneziano já formalizaram desfiliação do PMDB. O deputado, como se sabe, também abriu uma dissidência dentro do PMDB, à medida que defende uma aliança com o governador Ricardo Coutinho, tese minoritária dentro do partido. Veneziano chegou a ser especulado como um dos quadros para disputar o Governo em 2018, com o apoio de RC. (com Helder Moura)

Com “braço direito” e sobrinho de Maranhão, Cartaxo visitou Lucena neste sábado

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), visitou, na noite deste sábado (15), a cidade de Lucena, no Litoral Norte paraibano, e concedeu entrevista a uma emissora de rádio local. Ele foi convidado para ir ao município pelo ex-vereador Léo Bandeira (PMDB ), que disputou o cargo de prefeito nas eleições municipais de 2016, mas ficou na segunda colocação. 
O detalhe dessa nova visita do prefeito a cidades do interior é que ele estava acompanhado do tesoureiro do PMDB estadual, Antônio de Souza, que é o “braço direito” do senador José Maranhão (PMDB) na política paraibana, e o deputado Benjamin Maranhão (SD). Na semana passada, Cartaxo e Maranhão participaram da festa de São Pedro da cidade de Belém, mas depois do evento especulou-se que o encontro foi casual e que a foto tirada na festa teria sido forçada por assessores.
Além de Antônio de Souza e Benjamin, também estiveram na comitiva de Cartaxo o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior (PMDB), o deputado estadual e presidente do PRB na Paraíba, Jutay Menezes, o presidente estadual do PSDB, Ruy Carneiro, e o presidente do PSD de João Pessoa, Lucélio Cartaxo. Eles foram recepcionados pelos vereadores: Keninho (PRB), Janduy (PSDB), Maina (PMDB), pelo radialista Tarciso Araújo (Rádio Camaçari FM, 104.9), e Valmir Lima (Radialista ). Durante a entrevista, aconteceu participação popular reivindicando ações nas áreas de saúde, educação, infraestrutura e tratamento de água.

sábado, 15 de julho de 2017

Em Patos: Zennedy filia no PMN Samira Medeiros, ex-presidente da Comissão Ética do PSB; ela é esposa do vereador Diogo Medeiros

IMG_1947
O PSB segue perdendo filiados para o Partido da Mobilização Nacional (PMN) do secretário municipal do Governo de João Pessoa, Zennedy Bezerra. Acaba de filiar a então socialista Samira Medeiros, que presidia a Comissão de Ética da legenda do governador Ricardo Coutinho. Ela é esposa do vereador Diogo Medeiros, presidente do Diretório Municipal do PSB de Patos e parlamentar mais votado nas eleições do ano passado, com mais de 1.700 votos.
Por não ter segurado a esposa Samira, decerto irá sofrer intervenção por ordem suprema do mandachuva do Partido Socialista Brasileiro. O próprio Zennedy abonou a ficha de filiação na tarde desta sexta-feira (14). Samira Medeiros é secretária de Políticas Públicas para Mulheres do município de Patos, tendo justificado sua filiação ao PMN sob o argumento de que busca novos horizontes para sua militância política, também em razão da necessidade de um espaço para se construir uma alternativa de desenvolvimento para a Paraíba.
“O projeto do PSB só está servindo para o governador e não para a Paraíba. O que busco é um partido que escute as pessoas, seja democrático e que represente a nova política. E o PMN tem esse compromisso”, ressaltou. O presidente Zennedy Bezerra afirmou que a filiação da secretária Samira Medeiros, “que é um quadro novo e preparada”, dá bem a dimensão de que o partido tem compromisso com a renovação da política e a melhoria de vida da população paraibana.
O vereador Diego Medeiros garantiu que sua esposa tem pleno aval para se filiar ao PMN. Para o parlamentar, o objetivo é fortalecer a base do prefeito Dinaldo Wanderley Filho (PSDB) e se construir um novo projeto de desenvolvimento para o Estado, com base no diálogo e novas ideais. 

Aguinaldo Ribeiro defende votação urgente de modificações nas regras da delação...

Além de tentar livrar Michel Temer da denúncia que o acusa de corrupção, os deputados leais ao governo terão uma prioridade extra ao retornar das férias, em agosto. Desejam apressar a aprovação de mudanças nas regras da delação premiada, esvaziando os poderes do Ministério Público e tornando mais difíceis os acordos. A articulação conta com o aval do Planalto.
Líder do governo Temer na Câmara, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) sustenta que o Legislativo precisa perder o medo de tratar do tema. Sob pena de se tornar um Poder irrelevante. Para ele, “o Poder Legislativo está acovardado, o Congresso Nacional não tem coragem de se impor.” Por essa razão, “tem perdido o seu poder.” Ao defender na quinta-feira a rejeição da denúncia contra Temer na Comissão de Constituição e Justiça, Aguinaldo Ribeiro disse em público algo muito parecido com o lema segundo o qual é preciso “estancar a sangria”, eternizado no áudio de um delator na voz do líder de Temer no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR).
“…Nós precisamos rediscutir essa legislação [sobre a colaboração premiada], que foi mal feita, mal produzida, que está sendo reinterpretada ao sabor dos interesses”, disse Aguinaldo Ribeiro aos colegas. “Nós temos que ter coragem para enfrentar.” (assista abaixo à intervenção do líder do governo, na sessão da Comissão de Constituição e Justiça.)
A intenção dos governistas é a de empurrar as novas regras sobre delação para dentro do Código de Processo Penal, cuja modificação está sendo debatida na Câmara. Presidente da comissão que trata da revisão do código, o deputado Danilo Forte (PSB-CE) já manifestou a intenção de endurecer as regras das delações. Fala em limitar também as conduções coercitivas de investigados. Mas nenhum parlamentar se animou, por ora, a subscrever os projetos.
O líder Aguinaldo Ribeiro parece enxergar no inferno astral vivido por Temer e Lula, um bom momento para a reação dos deputados. “É importante que nós possamos dar a resposta nesse instante. Sabe por quê? Porque isso vale para todos. Não é com alegria que nós vemos um ex-presidente da República sendo condenado. […] Nós não queremos isso para o país.”
O deputado queixou-se dos colegas, que brigam uns com os outros. Acha que a hora é de união, não “desse tipo de relação, que parece uma relação apaixonada e doentia, em que uns aqui aos outros atacam.” Disse que se a Câmara autorizar o Supremo Tribunal Federal a deliberar sobre a denúncia contra Temer, estará, na prática, “impedindo uma Presidência da República.”
Aguinaldo Ribeiro é, ele próprio, alvo da Lava Jato. Integra um inquérito aberto em 2015 pelo Supremo Tribunal Federal a pedido do procurador-geral da República Rodrigo Janot. Nele, políticos do PP são acusados de formar uma organização criminosa para assaltar os cofres da Petrotras. O deputado alegar ser inocente.
Os governistas tramam a nova emboscada não por conta dos defeitos da delação premiada. Estão incomodados com a eficácia da ferramenta. Deve-se o sucesso de operações como a Lava Jato a três fatores: a corrupção passou a dar cadeia; o pavor despertado pelas prisões soltou a língua dos delatores; e as colaborações judiciais vitaminaram as investigações. Daí a pressa dos deputados em reagir.
Aguinaldo Ribeiro é exemplo acabado da mutação genética que pode acometer esse espécime chamado “governista”. Ex-ministro das Cidades de Dilma Rousseff, ele votou contra o impeachment de madame na comissão especial que tratou do tema. Depois, ao farejar a debilidade política de Dilma e constatar que a maioria da bancada do seu partido votaria a favor da deposição, o ex-ministro aliou-se à lâmina da guilhotina.
O deputado repetiu o vaivém com Eduardo Cunha. Paparicou o amigo enquanto ele foi o todo-poderoso presidente da Câmara. E votou a favor da cassação do mandato de Cunha, jogando-o no colo do juiz Sergio Moro, em Curitiba. Quer dizer: Michel Temer talvez devesse colocar de molho as barbas que não possui. (Por Josias de Souza)

Metade do baixo clero que elegeu Maia apoia Temer; Sobram profissionais política no governo

Os adeptos da eleição indireta de Rodrigo Maia para presidente da República já fizeram e refizeram as contas e lhes faltam votos. Se é verdade que Maia é o “rei do baixo clero”, cujos votos o levaram à presidência da Câmara, metade desse grupo apoia o governo Michel Temer. Mesmo com os votos da oposição, a bancada de Rodrigo Maia ainda está longe dos 342 votos necessários à admissibilidade da denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) pelo plenário. Informa Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Temer não precisa de 172 votos para arquivar a denúncia, é a oposição que precisará somar 342 votos para vencer. O Planalto calcula ter 207. Adiando por duas semanas a votação da denúncia no plenário, Maia deu tempo a todos, inclusive ao governo de melhorar sua articulação. Resta à oposição e à TV a esperança de que Rodrigo Janot saque um “fato novo” da cartola. O que tem tudo para acontecer. O problema para os opositores de Temer é que, agora, o jogo é político e não jurídico. E no lado do governo sobram profissionais da política.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Se PSDB for lançar candidatura própria, Cássio defende Romero: “É a vez dele”, diz.

Resultado de imagem para senador cássio e romero
O senador paraibano Cássio Cunha Lima, em entrevista ao jornalista Alex Filho da TV Master, nesta sexta-feira (14), garantiu que se o PSDB for lançar candidatura própria ao Governo do Estado no ano que vem, o nome escolhido será o de Romero Rodrigues. “Se o PSDB tiver candidatura própria, a vez é dele, não minha”, afirmou.
Porém, o tucano voltou a atentar para a questão da união da oposição, pois, segundo ele, nenhum partido isoladamente teria condições de ganhar a eleição. “É preciso compreender que a oposição não tem individualmente, através dos partidos, a hegemonia política para ganhar a eleição. Um partido isoladamente. Se você sair com vários candidatos da oposição, isso fraciona a oposição”, concluiu.

Deputado federal Wilson Filho participa de reuniões no Reino Unido

O deputado federal Wilson Filho (PTB) que esteve em missão oficial ao Reino Unido, juntamente com integrantes do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, cujo petebista é presidente, encerrou os compromissos com reuniões na Serious Fraud Office e com representantes da National Audit Office e da Open Date Charter. Na Serious Fraud Office, Wilson Filho se reuniu com deputados para ouvir as experiências do parlamento na relação de transparência dos gastos públicos. “Também discutimos o momento atual vivido pelo Brasil em relação à crise política”, revelou.
Os participantes da Missão também foram até o Parlamento Britânico – Houses of Parliament – onde foram recebidos pela baronesa Gloria Hopper, da House of Lords, equivalente ao Senado brasileiro, e por Daniel Kawczynski, da House of Commons, análogo a Câmara dos Deputados. “Uma troca de experiências extraordinária para embasar ainda mais o projeto de lei sobre dados abertos que iremos apresentar muito em breve”, revelou.
Com os integrantes da National Audit Office – órgão de fiscalização que desempenha papel igual ao TCU no Brasil – o deputado paraibano buscou informações sobre o trabalho realizado junto a outros órgãos de controle. “Tudo isso para dar suporte a uma legislação que estamos construindo na busca da transparência plena em todos os poderes e todas as esferas”, destacou o deputado.
Na embaixada do Brasil, Wilson Filho também se reuniu com integrantes da ONG - Open Date Charter que trata da busca de transparência em licitações com cruzamento de dados. “Estamos retornando ao Brasil com informações que ajudarão a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle a desempenhar um trabalho que garanta mais transparência no trato da coisa pública”, afirmou. (com Ascom)

Em busca de salvação, Temer libera R$ 40 milhões em emendas de paraibanos

A caneta tem pesado na operação desencadeada pelo presidente Michel Temer (PMDB) para evitar a admissibilidade da investigação contra ele. O tema será votado pelo plenário da Câmara dos Deputados no dia 2 de agosto. Para não ter o processo tramitando no Supremo Tribunal Federal (STF), basta o apoio de 172 parlamentares, ou seja, um terço do total. As denúncias indicam a liberação de quase R$ 2 bilhões em emendas pelo Planalto para parlamentares aliados. Isso pode ser visto na Paraíba. Dos 15 parlamentares (três senadores e 12 deputados), pelo menos treze tiveram emendas empenhadas. O montante prometido para a Paraíba é superior a R$ 39 milhões.
E não falta bondade com os parlamentares simpáticos ao presidente. O senador Raimundo Lira (PMDB), que recentemente aceitou o comando do PMDB no Senado, teve empenhados R$ 5,4 milhões. Ele passou, com isso, a ser o mais agraciado com emendas da Paraíba. Mas não era assim antes. Afinal, das emendas já pagas, ele teve apenas R$ 3,4 milhões. Entre os senadores, o senador José Maranhão (PMDB) também teve bom desempenho no “feirão”. Ele teve empenhados R$ 3,5 milhões. Para se analisar o outro lado da moeda, basta ver a situação do também senador Cássio Cunha Lima (PSDB). O tucano se posicionou contra a continuidade de Michel Temer no poder. E qual foi o resultado disso? Zero de suas emendas aprovadas.Agora vamos ao que mais interessa: o caso dos deputados que podem livrar a cara do presidente. Basta olhar a situação dos peemedebistas, a turma do mesmo partido de Temer. Hugo Motta e André Amaral se posicionam a favor da improcedência da ação contra o gestor. O primeiro teve R$ 5 milhões empenhados e o segundo R$ 3,3 milhões. O deputado Veneziano Vital do Rêgo, também filiado ao PMDB, teve zero de emendas. Tudo por que ele anunciou que vai votar pela procedência da ação. Ou seja, vai se posicionar contra o gestor e vinha fazendo isso em outras votações. A regra vale para todos os partidos. Se for simpático ao governo, sua vida está feita. Se for contrário…
O líder do governo na Câmara dos Deputados, Aguinaldo Ribeiro (PP), teve empenhados R$ 4,7 milhões em emendas. Rômulo Gouveia (PSD) teve prometidos a ele R$ 4,8 milhões. Damião Feliciano (PDT), o mesmo que se posicionou várias vezes contra o presidente, manteve discrição nos últimos dias e, com isso, teve assegurados R$ 5 milhões. Wilson Filho (PTB), que se reuniu com Michel Temer recentemente e não revelou como pretende votar, recebeu a promessa de liberação de R$ 4,7 milhões. O líder do DEM, Efraim Filho, teve empenhados R$ 4,5 milhões. Do lado menos verde do campo, o oposicionista, além de Veneziano e Cássio, Luiz Couto (PT) aparece com apenas R$ 1 mil empenhado.
Com informações de Angélica Nunes, do jornaldaparaiba.com.br

Ricardo Coutinho visita Lula na sede do PT em São Paulo e debate cenário político

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), cumprindo agenda em São Paulo, visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede do PT no Estado, na tarde desta quinta-feira (13). Eles conversaram sobre o cenário político nacional e sobre a futura viagem do ex-presidente Lula à Paraíba, no mês que vem.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Presidentes presos: Hermes da Fonseca [preso na gestão Epitácio Pessoa], Arthur Bernardes, Washington Luis e JK

Acervo de O Globo - com Gustavo Villela e Paulo Luiz Carneiro
A condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e seis meses de prisão, determinada pelo juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, faz lembrar episódios que marcaram a história republicana brasileira. Em contextos diferentes, um presidente, no exercício do cargo, foi preso, enquanto três outros políticos, após deixarem a Presidência, também foram detidos.
Resultado de imagem para hermes da fonseca foi preso por epitácio pessoaResultado de imagem para hermes da fonseca foi preso por epitácio pessoa
Ainda na República Velha (1889-1930), o marechal Hermes da Fonseca, que governou o país entre 1910 e 1914 — quando, viúvo, casou-se com a jovem cartunista Nair de Teffé, escandalizando a sociedade —, teve a sua prisão decretada na gestão do presidente Epitácio Pessoa (1919-22). Em junho de 1922, o governo federal interveio na eleição estadual de Pernambuco, sendo duramente criticado por Hermes da Fonseca, na ocasião presidente do Clube Militar. Foi então ordenada a prisão de Hermes e o fechamento por seis meses do Clube Militar, em 2 de julho de 1922. O ex-presidente ficaria preso até janeiro do ano seguinte.
O presidente da República Epitácio Pessoa mandou prender o ex-presidente Hermes da Fonseca e fechar o Clube Militar, que era presidido pelo marechal. A prisão de Hermes da Fonseca, a mais alta patente militar do país, e o fechamento do Clube Militar por decreto presidencial, foram considerados uma afronta ao Exército. O descontentamento alastrou-se por todos os quartéis do Rio de Janeiro, e começou a ser tramado o levante, que ficou conhecido como a Revolta dos 18 do Forte. O episódio, por sinal, foi o estopim da insurreição de jovens oficiais contra Epitácio Pessoa e seu sucessor eleito, Artur Bernardes, que iria tomar posse em novembro na vigência do estado de sítio. A insatisfação levou ao movimento dos "18 do Forte de Copacabana", protagonizado por tenentes descontentes com as velhas oligarquias que dominavam a República Velha.
A Revolução de 1930, que levou Getúlio Vargas ao poder, também foi marcada pela deposição do seu antecessor. Em meio a uma conspiração militar e a pressão de grupos de populares, na manhã do dia 24 de outubro, Washington Luis — cujo lema era "governar é abrir estradas" — foi deposto e obrigado a deixar a sede do governo, o Palácio Guanabara, em Laranjeiras, Zona Sul do Rio. De acordo com informações do Centro Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), com a mediação do cardeal Leme, o presidente "consentiu em se retirar, ressaltando porém sua condição de prisioneiro, pois não havia renunciado. Abraçou cada um dos que estavam ao seu lado e foi transportado para o forte de Copacabana. Seus ministros também foram presos. Quando essa notícia foi divulgada, houve comemorações espontâneas nas ruas da maioria das cidades do país".
Na edição das 20h publicada no dia 24 de outubro de 1930, O GLOBO informava sobre a deposição e prisão de Washington Luis. Ilustrando a sua manchete ("Rendido, afinal, á gloriosa realidade que o cercava, o Sr. Washington Luis retira-se do palacio Guanabara"), o jornal estampava uma fotografia que registrou o exato momento em que o "automovel do Palacio Presidencial deixava o Guanabara, conduzindo Washington Luis e o cardeal Sebastião Leme". Washington Luis negociaria com os revolucionários a sua libertação, partindo para um longo exílio na Europa e nos Estados Unidos. Ele retornaria ao país somente em 1947, após a redemocratização que se seguiu ao fim da ditadura do Estado Novo (1937-45), comandada por Vargas.
Dois anos após a Revolução de 1930, o ex-presidente Artur Bernardes, que havia dirigido o país entre 1922 e 1926, também se transformaria em alvo. Após a eclosão da Revolução Constitucionalista de julho de 1932, em São Paulo, ele foi preso em setembro, em Araponga, município próximo a Viçosa, tentando fazer um levante em Minas Gerais em apoio ao movimento paulista. Embarcado de trem para o Rio, Bernardes foi levado para depoimentos na Ilha das Cobras e, depois, na Ilha do Rijo, ambas na Baía de Guanabara. Ficaria preso ainda no Forte do Leme, antes de seguir, em dezembro, para o exílio em Portugal.
Presidente "bossa nova", que criou Brasília e fez o país caminhar rumo à industrialização com a ajuda do capital estrangeiro, Juscelino Kubitschek também passou pelo constrangimento da detenção, após conduzir o Brasil entre 1956 e 1961. Com o golpe de 64 que depôs o presidente João Goulart, JK teve os seus direitos políticos cassados por dez anos. O endurecimento da ditadura militar, após a edição do AI-5, em 13 de dezembro de 1968, levou Juscelino para a cadeia no Rio. Ele e o ex-governador da Guanabara Carlos Lacerda, que articulavam com Jango a formação da Frente Ampla, pedindo a volta da democracia ao país, foram soltos somente no dia 22 de dezembro.
No caso de Lula, pela primeira vez na História um ex-presidente foi julgado culpado por um crime comum. Na sentença de primeira instância, proferida no dia 12 de julho de 2017, o juiz Sergio Moro considerou que Lula é culpado por ter recebido um tríplex no Guarujá, dado como propina pela construtora OAS, que fora beneficiada em contratos da Petrobras. Com isso, o petista foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Para a defesa de Lula, a decisão judicial tem conotação política e "envergonha o Brasil". Lula ainda é réu em outros quatro processos e responde a inquéritos

Dissidentes do PSB se filiam ao PMN e fortalecem projeto da oposição na Paraíba

IMG-20170712-WA0473
Após anunciar perseguição do governador Ricardo Coutinho e desfiliação em massa do PSB, o ex-vice-presidente estadual da juventude socialista, Elton Tony e um grupo de dissidentes da legenda, se filiaram na noite desta quarta-feira (12), ao PMN.
O evento aconteceu em Pombal e contou com a participação do presidente estadual do PMN e secretário de Artilulação Polírltica de João Pessoa, Zennedy Bezerra e da secretária-geral da legenda, Lídia Moura. Elton Tony será presidente da sigla no município.
De acordo com Zennedy, as filiações fortalecem o PMN no estaso e o projeto das oposições para as eleições de 2018. “Estamos buscando o fortalecimento do PMN no Estado e também no campo das oposições”, afirmou Bezerra.

25 juízes de 3ª entrância aptos a concorrer ao cargo de desembargador no TJPB

Com a aposentadoria voluntária, por invalidez, da desembargadora Maria das Neves do Egito de Araújo Duda Ferreira, Nevita, 25 juízes de 3ª entrância estão aptos a concorrer ao cargo de desembargador, pelo critério de merecimento. O escolhido vai compor o Pleno do TJPB, composto por 19 desembargadores.
Embora os critérios agora considerados pelo TJPB pendam para a produtividade e qualificação dos magistrados, não se há de esquecer que nas últimas cinco eleições o juiz Wolfram da Cunha Ramos figurou duas vezes em lista tríplice, em 2012 e em 2011. Miguel de Britto Lyra figurou uma vez, em 2012. 
Todos os demais juízes que compuseram lista tríplice nas últimas cinco eleições já foram promovidos a desembargador: Leandro dos Santos, Carlos Martins Beltrão, João Benedito da Silva, Arnóbio Alves Teodósio e Marcos Cavalcanti.     
Com a aposentadoria de Nevita, o Tribunal declara a vacância do cargo, e, o ato seguinte será a abertura do processo de eleição para escolha do próximo desembargador. O cargo vago será provido pelo juiz classificado na lista tríplice que obtiver o maior número de votos dos membros do Tribunal. Dos 25 juízes, ainda não se sabe quem terá interesse de concorrer. 

Ricardo é recebido pelo Publisher Mino Carta e concede entrevista à Carta Capital

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, abriu agenda na sua correria para ações em Minas e depois São Paulo para visitar o Publisher Mino Carta, um dos mais importantes jornalistas  brasileiros, bem como conhecer as instalações da revista e ainda conceder entrevista exclusiva.
Na publicação, na Avenida Alameda Santos, o governador e o Publisher trocaram informações sobre a conjuntura nacional tanto no plano Político quanto econômico. Ricardo Coutinho acompanhado do Secretário de Comunicação, Luis Torres, esteve também com a Diretora Geral da Revista, Manuela Carta.

Raquel Dodge é nomeada nova procuradora-geral da República no lugar de Janot

Resultado de imagem para nova procuradora geral da república
Um decreto do presidente Michel Temer publicado no Diário Oficial da União" desta quinta-feira (13) nomeia, a partir de 18 de setembro de 2017, Raquel Dodge para o cargo de procuradora-geral da República. Ela substituirá Rodrigo Janot, que terá passado quatro anos no comando do Ministério Público Federal (MPF).
A indicação de Dodge para o cargo foi aprovada na noite da quarta-feira (12) pelo Senado, após uma sabatina de quase 8 horas. Ela recebeu 74 votos a favor – eram necessários 41 – e 1 contra. Houve uma abstenção. A votação foi secreta, na qual não se sabe como votou cada parlamentar. Ao responder as perguntas de senadores, ela disse que, se necessário, vai aumentar as equipes responsáveis por operações do Ministério Público, como a Lava Jato.
Cabe ao procurador-geral da República, por exemplo, pedir abertura de inquéritos para investigar o presidente da República, ministros, deputados e senadores. O chefe do MPF também tem a prerrogativa de apresentar denúncias nesses casos. O PGR pode ainda criar forças-tarefa para investigações especiais, como é o caso do grupo que atua na Lava Jato. Também pode encerrá-las ou ampliá-las.
Indicada pelo presidente Michel Temer no mês passado, Dodge será a primeira mulher a ocupar o cargo e terá mandato de dois anos à frente da PGR, podendo ser reconduzida por igual período. Após a aprovação, ela se dirigiu ao Palácio do Planalto para se reunir com o presidente.

Professor Ivo Filho recebe apoios em Santa Rita à sua pré-candidatura a deputado...

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé
E o professor Ivo Filho (PPS) segue recebendo demonstrações de apoio ao seu projeto de disputar um mandato de deputado estadual, nas eleições de 2018.
Os também professores JB e Roni, lideranças políticas integrantes do maior grupo político da cidade de Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa, também decidiram marchar com o itaporanguense. 
Levantando várias bandeiras que representam anseios da população paraibana, em particular na área da educação, Ivo Filho - itaporanguense radicado na Capital - vai despontando como uma opção para mudar o quadro atual de desmoralização da política. 

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Jutay Meneses desiste da reeleição à AL e anuncia candidatura a deputado federal

O deputado estadual Pastor Jutay Meneses, do PRB, confirmou em entrevista ao Blog do Ninja, que vai mesmo desistir da reeleição a um mandato na Assembleia Legislativa da Paraíba, nas eleições de 2018 para se dedicar a conquistar um mandato na Câmara Federal, em Brasília. Com votações ascendentes desde que decidiu entrar na política o parlamentar caiu no gosto da executiva nacional que vê no pastor potencial para ampliar mais ainda os espaços do PRB no cenário nacional.
“É um projeto não meu, mas é um projeto do partido. O partido está avançando em todo o Estado. Há um desejo em que cada Estado nós tenhamos um ou dois deputados federais. São Paulo, por exemplo, temos quatro deputados federais e isso está se espalhando por todo o Brasil. E na Paraíba não vai ser diferente. Na minha primeira eleição tivemos mais de 17 mil votos, na minha reeleição obtive mais que esse dobro, ou seja, ultrapassaram os 35 mil votos e isso fez com que a nacional despertasse para o trabalho que estamos desempenhando aqui no Estado e nos fizesse o convite para que saíssemos na próxima disputa como candidato a deputado federal, para ajudar o país. E o meu nome está à disposição do partido, está confirmado pela nacional”, disse.
Segundo ele, a legenda não ficará acéfala na Casa de Epitácio Pessoa – no âmbito estadual. O pastor revelou que a sigla tem nomes e está conquistando vários filiados em diferentes regiões do Estado que, a preço de hoje, pode conferir ao partido três cadeiras na Assembleia Legislativa da Paraíba no próximo mandato. “O segmento que me acompanha estará lançando outros candidatos. Nós estamos atraindo outros nomes também para o partido, no litoral, no sertão, no cariri e no brejo. Candidatos competitivos e hoje, pelos nomes que nós temos, já temos condições de eleger três deputados estaduais pelo PRB em 2018”, arrematou.

Polícias Civil e Militar apreendem carga de cigarros contrabandeada em Imaculada

Uma ação integrada das Polícias Civil e Militar da Paraíba, na cidade de Imaculada, Sertão, resultou na apreensão uma carga de cigarros contrabandeados e avaliados em R$ 350 mil. O trabalho que envolveu a 16ª Delegacia Seccional e policiais militares da 5ª Companhia de Polícia Militar, ambas com sede em Princesa Isabel, aconteceu nessa terça-feira (11).
Segundo o delegado Cristiano Jacques, o local onde estava a carga foi indicado por meio de uma informação encaminhada ao Disque Denúncia – 197. “A partir daí, nos deslocamos para a zona rural, no Sítio Mata Grande, fizemos o cerco e entramos em um galpão no qual os cigarros estavam armazenados. Durante a abordagem, um homem que estava na propriedade conseguiu fugir”, explicou.
O policial ainda acrescentou que as investigações continuam, a fim de identificar os envolvidos para que sejam indiciados por contrabando e descaminho do material, que veio do Paraguai, e ainda por associação criminosa. “Destacamos que as denúncias repassadas pela população ao 197 são muito importantes para o trabalho policial e contribuem de maneira relevante para o sucesso de ações como essa apreensão de cigarros em Imaculada. A ligação é gratuita e o sigilo da identidade do denunciante é garantido”, frisou.

Sérgio Moro condena Lula a 9 anos e meio de prisão no 'Caso Tríplex'

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a 9 anos e meio de cadeia por corrupção e lavagem de dinheiro. A decisão é sobre o processo em que Lula é acusado de receber propina da empreiteira OAS. Entre as vantagens está o apartamento tríplex no Guarujá, em São Paulo. A decisão é em primeira instância e cabe recurso.
Segundo a denúncia, Lula recebeu R$ 3,7 milhões em vantagens indevidas pela empreiteira. O valor correspondente ao tríplex é de R$ 1,1 milhão.  A OAS gastou R$ 926 mil em reformas no apartamento e outros R$ 350 mil com móveis planejados. Gastou também R$ 1,3 milhão para contratar uma empresa para armazenar os bens que Lula levou para São Paulo após o término de seu mandato como presidente do Brasil.
Entre a acusação dos procuradores da Lava Jato e a sentença de Moro, se passaram 10 meses. Essa é a primeira vez que um ex-presidente do Brasil é condenado por corrupção. Lula é apontado pela força-tarefa da Lava Jato como o ‘chefe’ do esquema de corrupção que roubou a Petrobras. Ele é acusado de participar, junto com a OAS, do desvio de mais de R$ 87 milhões da estatal. O ex-presidente pode ser preso e ficar inelegível, caso a condenação seja confirmada em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal (TRF).