quinta-feira, 12 de março de 2015

Pedido de CPI para investigar gestão municipal em Itaporanga derrotado por 5 a 3; Apenas Ricardo, Jacklino e Ivanilto foram à favor...

Apenas os vereadores Jacklino Porcino (PMDB), Ricardo Pinto (PSDB) e Ivanilto Palmeira (PTN), votaram à favor do requerimento que pedia instalação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para apurar irregularidades possivelmente cometidas pela atual gestão Audiberg Alves (PTB) em Itaporanga.
A propositura, assinada além dos três vereadores acima citados também pelo vereador João Guimarães (PSC) - que recuou do pedido - foi analisada na noite desta quinta-feira (12) pelo plenário da Câmara Municipal.
O presidente Neném de Adailton (PSB), antes da votação, de subir a tribuna e deixar claro seu posicionamento à favor da investigação, através da comissão, só não podendo fazê-lo por impedimento já que a matéria foi derrotada sem que fosse necessário o voto de minerva. Votaram contra a instalação da CPI, além de João, os vereadores da base de situação: Hélio do Bar (PTB), Nel de Duvan (PSDB), Joaquim Salviano (PSDB) e Jailson de Zeca (PMDB). 
A vereadora Izabelle Mendes (PSDB) preferiu abster-se de votar. Já o vereador Ubiramar não compareceu à sessão. Ou seja, uma operação bem sucedida empreendida pelo esquema oficial para livrar a gestão de uma devassa em suas atividades, mais particularmente nos processos de licitação e contratos firmados, que são alvos de denúncias de corrupção levantadas por vereadores. 
A sessão transcorreu de casa cheia e a Mesa Diretora chegou até solicitar presença da Polícia Militar para garantir a ordem no recinto, o que não foi preciso. 

Um comentário:

Eudinaildes Silva disse...

Isso quer diser q temos apenas três representantes do povo e o resto so ta pensando em sua conta bancaria. So não se esqueça q foi o povo q colocaram vcs. Mas como vcs sabem q a população não sabe votar por isso nem esquentam a cabeca pq tempo de eleição vcs ja ficam dizendo a si mesmo no tempo certo eu sei como enrolar esses bandos de otarios.